Recursos fora do balanço do Banco Santander Totta com crescimento de 10,6% em 2019


O Banco Santander Totta encerrou 2019 em território positivo, alcançando um resultado líquido de 489,5 milhões de euros, o que se traduz num crescimento de 4,1% face ao valor de registado no período homólogo (470 milhões de euros). A margem financeira situou-se em 854,5 milhões de euros, um decréscimo de 1,4% face a 2018, que segundo banco “reflete o decréscimo dos juros da carteira de crédito (efeito volume e taxa de juro)” apesar de “parcialmente compensados pela redução dos juros pagos nos depósitos e nos outros recursos, num contexto competitivo de taxas de juro de mercado negativas e de procura moderada de crédito”.

BST_1

No mesmo período o volume de negócio totalizou 83,4 mil milhões de euros, aumentado 2,7% em comparação com os 81,3 mil milhões de euros registados em 2018. Esta evolução resultou numa subida dos recursos de clientes, que compensou o decréscimo de 1,2% do crédito contraído por clientes. No capítulo do comissionamento, as comissões líquidas cifraram-se em 384,9 milhões de euros, um aumento de 4% face ao valor observado no final de 2018, um resultado associado ao acréscimo das comissões relacionadas com a gestão e manutenção de contas, dos serviços de pagamento e dos seguros.

BST_3

Fundos de investimento impulsionam recursos de clientes

Também ao nível dos recursos de clientes se verificou um acréscimo, neste caso de 6,5% face ao período homólogo, com estes a atingir os 43,2 mil milhões de euros. No relatório pode ler-se que este crescimento está suportado “no desempenho dos depósitos (+ 5,7%) e dos recursos fora de balanço (+ 10,6%)”. De facto, os recursos fora do balanço foram os que registaram uma maior evolução desde final de 2018, chegando aos 7,3 milhões de euros, apesar de serem uma menor fatia dos recursos de clientes do banco (17%). Este desempenho foi motivado sobretudo pela progressão dos fundos de investimento geridos ou comercializado pela instituição bancária, que alcançaram um crescimento de 18,2% no ano transacto, “decorrente da diversificação das aplicações dos clientes, num enquadramento de valorização dos mercados financeiros”.

BST_2

Ainda dentro do âmbito da gestão de ativos, o Banco Santander Totta salienta o ano positivo para a sua entidade gestora, a Santander Asset Management, “marcado pela valorização generalizada dos mercados financeiros”. Segundo o relatório, a gestora “terminou o ano com uma quota de mercado de 17,9%, um acréscimo de 0,8pp face ao período homólogo” e com um montante de 421 milhões de euros de ativos sob gestão.

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido