Tags: Obrigações |

Quota de mercado da Caixagest sobe em janeiro


Conforme divulgámos anteriormente, os dados publicados pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários revelam que o mês mais curto do ano terminou com um aumento do volume sob gestão por parte dos organismos de investimento coletivo em valores mobiliários, apesar de ter caído do lado dos fundos de investimento alternativo. Neste contexto, como terá ficado o panorama das entidades gestoras nacionais em fevereiro? Por outro lado, olhemos, ainda, para o investimento em ações nacionais e a sua evolução no mês em questão.

Menor número de fundos... mas quota de mercado superior

Recorrendo ao relatório publicado pelo regulador chegamos à conclusão que a Caixagest manteve o primeiro lugar enquanto entidade gestora que maior quota de mercado detém. Isto é particularmente interessante tendo em conta que esta é, entre as três principais, aquela que menor número de produtos apresenta (22), tendo inclusive liquidado o Caixagest PPA no decorrer do mês de fevereiro. Atualmente, a sua quota de mercado é de 32,7%, tendo crescido 0,37 pontos percentuais no mês passado.

Recorde-se que a entidade gestora foi duplamente premiada nos Morningstar Fund Awards 2018, tendo recebido o prémio de ‘Melhor Gestora Nacional de Obrigações’ e de ‘Melhor Gestora Nacional Global’.

Imediatamente a seguir terminou a BPI Gestão de Activos – também premiada nos Morningstar Fund Awards, recebendo o galardão de ‘Melhor Gestora Nacional de Ações – e a IM Gestão de Ativos. Enquanto que a primeira detém uma quota de mercado de 24,8% e um total de 25 produtos, a segunda apresenta uma quota de mercado de 18,2% e 28 fundos sob a sua responsabilidade (número que aumentou recentemente, com a integração dos fundos anteriormente da responsabilidade da CA Gest).

Captura_de_ecra__2018-03-15__a_s_15

Fonte: CMVM, fevereiro de 2018

BCP continua a ser a cotada favorita nacional

Outra das conclusões que podemos retirar deste último relatório divulgado pela CMVM está relacionado com o investimento em ações nacionais. Em fevereiro, o BCP manteve-se como a cotada nacional favorita por parte dos fundos de investimento nacionais, representando 11,8% do montante total. Apesar disso, apresentou uma variação mensal negativa de 4,6%. A segunda cotada nacional favorita também apresentou uma variação mensal negativa (-4,4%), tendo o investimento nesta representado 9,4% do total. A completar o top 3 manteve-se a Galp, que se aproximou da Sonae, uma vez que registou uma variação mensal de 13,2%, representando agora 9,2% do total.

Captura_de_ecra__2018-03-15__a_s_15

Fonte: CMVM, fevereiro de 2018

Empresas

Notícias relacionadas