Quota de mercado da Caixagest em crescendo desde o início do ano


Os primeiros seis meses de 2018 ficaram marcados por um contexto mais desafiante do que aquele que se verificou durante 2017. À entrada do segundo e último trimestre deste ano, olhemos para trás e vejamos a evolução das quotas de mercado das entidades gestoras nacionais. Um primeiro olhar sobre os dados disponibilizados pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários permite-nos verificar que, entre as três entidades que maior quota de mercado apresenta, a Caixagest foi a única cuja quota de mercado aumentou.

De facto, ainda que seja a que apresenta o menor número de produtos (23), a Caixagest viu a sua quota de mercado aumentar em 0,4%, passando de 32,3% em janeiro deste ano para 32,7% no final de junho. A BPI Gestão de Activos, por outro lado, registou um decréscimo de 0,3% na sua quota, que se fixou nos 24,7% em junho. Já a IM Gestão de Ativos, que com a transferência da gestão dos fundos da Crédito Agrícola Gest para a sua esfera se tornou na entidade com maior número de fundos, viu a sua quota de mercado cair 0,5% - a maior queda entre as três principais casas gestoras –, apresentando agora 17,7%.

A Santander Asset Management, por sua vez, parece ter vindo a ganhar terreno às entidades que ocupam os lugares cimeiros, tendo a sua quota de mercado registado um aumento de 0,3%, subindo dos 16,3% verificados no final de janeiro para 16,6% no final de junho.

Evolução da quota de mercado das entidades nacionais nos primeiros seis meses do ano

Captura_de_ecra__2018-07-16__a_s_10

Fonte: CMVM, junho de 2018

Empresas

Notícias relacionadas

Próximos eventos