Tags: Negócio |

Quem liderou nas captações ponderadas de fundos allocation no trimestre?


Não há duas sem três, mas na verdade, no caso das captações ponderadas pelo património, pode dizer-se que não há três sem quatro. Também no campo dos fundos allocation a GNB GA foi a gestora líder, com o seu fundo NB PPR a liderar as captações ponderadas por património no 1.º trimestre do ano.

O fundo gerido por Paulo Joaquim arrecadou, no primeiro trimestre de 2018, entradas superiores a 5,6 milhões de euros, o que lhe valeu captações ponderadas pelo património muito próximas de 30% dos ativos de final de 2018. Desta análise, é mesmo o único fundo que supera os 25% de captações ponderadas.

Já tinha dado nas vistas quando a análise foi feita em termos genéricos, e agora volta a estar destacado: falamos do Invest AR PPR, que em termos ponderados alcança captações ponderadas pelo património de 13,15%, resultantes de subscrições trimestrais muito próximas do antecessor – 5,2 milhões de euros – e de um património de 39,6 milhões euros no final de 2018.

Depois de dois fundos de Cautious Allocation, chega a vez de dois produtos classificados pela Morningstar como Moderate Allocation. Tratam-se do Optimize Selecção Defensivo, com 8,50% de captações relativas, e o Caixagest Seleção Global Dinâmico, com captações ponderadas de 6,74%.

Fundos com captações ponderadas acima dos 2% no primeiro trimestre do ano, face ao património de final de 2018

Captura_de_ecra__2019-05-10__a_s_16

Fonte: Morningstar Direct
 
Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido