Tags: Negócio |

Que gestoras se destacam em cada segmento?


Apesar do esforço que a maioria das gestoras faz em mostrar que dispõe de uma oferta de produto sólida em todas classes de ativos, num mercado demasiado saturado os selecionadores tendem a classificar as entidades por especialidades. Existem entidades que são vistas como especialistas na gestão de ações. Outras que aparecem na  mente dos selecionadores por causa das suas capacidades em obrigações. Mas que critérios objetivos se podem seguir para fazer essa classificação de maneira fundamentada e saber que entidades são as maiores especialistas em cada classe de ativos? Uma das formas de o medir é através das estrelas Morningstar.

Um relatório realizado pela empresa de análise, baseado em calcular o número médio de estrelas de todos os produtos comercializados por cada entidade que contam com rating Morningstar, permite fazer o ranking ponderado por ativos, das gestoras melhor classificadas em produtos de ações, obrigações e mistos. O relatório mostra que a Sjunde AP, MFS IM e a First State são as gestoras que, fazendo a média ponderada por ativos, dispõe atualmente das estratégias de ações mais sólidas na Europa. Em obrigações as maiores especialistas são a Jupiter, Carmignac e Robeco, enquanto que em multiativos o ranking é liderado pela Vanguard, MFS IM e Morgan Stanley IM. Uma primeira conclusão é que nenhuma entidade consegue estar no top cinco nos três rankings embora, se se ampliar o espectro, existem  algumas que conseguem posicionar-se muito bem nas distintas classes de ativos.

Fazendo a comparação das entidades que aparecem no top 10 nos três rankings observa-se que a única que consegue entrar em todos eles é a Vanguard. É a entidade com a oferta de produto mais consolidada em multiativos, a quinta em ações e a décima em obrigações (os dados da Morningstar não têm em conta os ETF, embora tenham em conta os fundos indexados). Nenhuma outra entidade aparece no top 10 dos três rankings, embora algumas se repitam nos dois. No caso da Schroders, Fidelity, Robeco ou Henderson (que se posicionam como entidades com gamas de produto de ações e obrigações muito sólidas) e da MFS IM, Capfi Delen AM ou a Columbia Threadneedle (que se destacam pelas suas capacidades em ações e multiativos).

No que diz respeito ao top 20, para além da já mencionada Vanguard, que está no top 10 dos três rankings, a MFS, Robeco, Jupiter, Morgan Stanley IM e Allianz Global Investors  são as únicas gestoras que aparecem em todos eles. Este exercício não permite saber que entidades contam com as gamas que melhor comportamento vão ter em relação ao futuro, embora sirva para conhecer quais são, por esta altura, as que têm a oferta de produto mais consolidada.

Ac_o_es

Obrigac_o_es

Mistos

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido