Tags: Alternativos |

Que fundos imobiliários têm mais de 200 milhões de euros em carteira?


O segmento de fundos imobiliários, em portugal, geria mais de 10.270 milhões de euros no final do mês de outubro, segundo os dados publicados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP. Os dados da Associação mostram que, de setembro para outubro, o valor em carteira decresceu 1,9%, enquanto que desde do início do ano a descida já vai em quase 8%. Note-se que este valor representa cerca de 87% do total nacional, já que nem todas as entidades gestoras de fundos imobiliários portugueses são associadas na APFIPP.

Mesmo com a descida do valor em carteira ao longo dos últimos tempos, existem dez produtos que conseguem superar a barreira dos duzentos milhões de euros. O maior fundo imobiliário nacional é o Fundimo que é gerido pela Fundger. No final de outubro, e segundo a Associação, o produto tinha um valor de carteira superior a 564 milhões de euros. Lançado em meados de 1987, o fundo é o mais antigo do segmento imobiliário.

O segundo maior produto do segmento imobiliário é o CA Património Crescente que é gerido pela Square Asset Management. No final de outubro o fundo tinha um montante sob gestão de 365 milhões de euros e na sua história conta com seis prémios, tendo sido eleito o fundo com melhor portefólio imobiliário nos IPD European Property Investment Awards.

Com mais de trezentos milhões de euros ainda surgem mais dois produtos: o NovImovest da Santander Asset Management e ainda o Imofomento que está sob alçada da BPI Gestão de Activos. O primeiro tinha no final de outubro um valor em carteira de 330 milhões enquanto que o segundo regista mais de 302 milhões de euros em ativos sob gestão.

Fundos com mais de duzentos milhões de euros

maiores_fundos_imobilia_rios_out16

Fonte: APFIPP no final de outubro de 2016.

Empresas