Tags: Gestores |

Quatro gestores da BlackRock entre os dez melhores em obrigações


Quatro gestores da BlackRock estão entre os dez melhores do mundo em obrigações, segundo um ranking elaborado Citywire. A publicação britânica não analisa o resultado dos fundos, mas sim os gestores, durante um período de três anos, independentemente dos fundos geridos. Os ratings vão desde AAA a A e entre os dez com melhor rating AAA aparecem Tom Musmanno, Tom Mondelaers, Matthew Marra e Michael Krautzberger, profissionais da BlackRock, a maior gestora do mundo.

Tom Musmanno gere o BGF US Dollar Short Duration Bond Fund e tem o rácio de gestor mais alto da lista, de 2.351. Musmanno gere este fundo de dívida desde Janeiro de 2008, investindo pelo menos 80% em obrigações de alta qualidade e dois terços da carteira tem durações inferiores a cinco anos. Actualmente, está subponderado em obrigações ‘triple A’, com 44% de sua carteira investida neste tipo de emissões, comparando com os 78% investidos no índice de referência. A principal sobreponderação está nas obrigações BBB, em que detém quase 25% enquanto o ‘benchmark’ apresenta uma percentagem de 5,7%.

Michael Krautzberger está à frente dos fundos BGF Euro Bond Fund e o BGF Euro Short Duration Bond Fund, desde Outubro de 2005. Este último tem 2.095 milhões de euros em activos sob gestão e mais de 80% da carteira está em obrigações de duração inferior a cinco anos. As obrigações soberanas francesas são as que têm mais peso, seguidas das italianas e alemãs.

Tom Mondelaers foi o gestor principal do BlackRock Euro Corporate Bond durante os últimos três anos e também tem ‘rating AAA’ pela Citywire. Investe principalmente em dívida de alta qualidade e entre as principais apostas encontram-se SAP, Pernod Ricard e Rabobank.

Por último, Matthew Marra, com um rácio de gestor de 1.560, é o quarto profissional da BlackRock que aparece nesta lista da publicação britânica. Está à frente do BGF US Dollar Core Bond Fund, que tem 480 milhões de dólares em activos sob gestão. Segundo a análise da Citywire, Marra favorece obrigações de curto e médio prazo, de maneira que as emissões inferiores a dois anos totalizam 29,9% da carteira e as que vencem entre cinco a dez anos perfazem 29,6%. A principal diferença em relação ao ‘benchmark’ é o facto de na carteira deste existir uma percentagem de 43,4% em obrigações com maturidade acima dos dez anos contra os 12,7% existentes na carteira do fundo. Gere este fundo desde Outubro de 2006.

Completa a lista deste ‘top ten’ Gregorio Saichin, de Pioneer Investments; Victor Verberk, de Robeco; Chow Yan Ang, de Schroders; Stephen Thariyan, de Henderson Global Investors, e Rick Patel, de Fidelity Worldwide Investment e Paul McNamara, de GAM.

Empresas

Notícias relacionadas