Tags: Negócio |

Quatro entidades nacionais com mais de mil milhões de euros


Os dados publicados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios (APFIPP) – e que representam mais de 99,8% do mercado nacional – mostram que os primeiros quatro meses do ano trouxeram um decréscimo nos ativos sob gestão de 6,6%, para um total de 11.937,6 milhões de euros no final de abril. Em termos monetários, a diminuição é de quase 800 milhões de euros. Esta diminuição pode ocorrer de duas formas: ou pelas captações líquidas no período e ainda pela valorização dos ativos. Em ambos os casos, os primeiros quatro meses do ano foram marcados a vermelho, com as captações líquidas a serem negativas em 456 milhões de euros e a valorização dos ativos esteve em baixa em grande parte deste período.

Analisando as entidades gestoras que são associadas na APFIPP, existem quatro que conseguem ter mais de mil milhões de euros em património. A maior entidade nacional é a Caixagest que, no final de abril, tinha um volume sob gestão de 3.988,3 milhões de euros, distribuídos por 28 fundos de investimento. A entidade gere também o maior fundo nacional: o Caixagest Liquidez, que no final do mês passado, tinha um património de 1.547 milhões de euros.

A segunda maior entidade é a BPI Gestão de Activos. No último dia do mês de abril o seu património ascendia a 2.798 milhões de euros que estão distribuídos por 26 produtos de investimento. O maior fundo da casa é o BPI Liquidez com mais de 590 milhões de euros, fazendo dele o terceiro maior fundo mobiliário nacional.

Existem mais duas entidades gestoras que superam os mil milhões de euros: a IM Gestão de Ativos e ainda a Santander Asset Management. A primeira com mais de 1594 milhões de euros e 18 fundos de investimento enquanto a segunda gere 1456 milhões de euros distribuídos por 21 produtos.

Apenas três cresceram em 2016

Olhando para o mercado nacional, verificamos que apenas três entidades gestoras conseguiram crescer, em termos de património, ao longo dos primeiros quatro meses do ano. Em termos percentuais, o maior aumento ocorreu na Optimize Investment Partners que viu o seu património aumentar 8,68% para  mais de 81,4 milhões de euros. Já o maior aumento monetário foi registado na BPI Gestão de Activos que viu o seu património crescer 7 milhões de euros. A outra entidade que cresceu é a Invest Gestão de Activos que aumentou 3,62% para 14,3 milhões de euros.

As gestoras portuguesas de fundos mobiliários

Por ordem alfabética

Captura_de_ecra__2016-05-24__a_s_11

Empresas