Quatro entidades dominam o ranking de maiores fundos de investimento nacionais


Dados divulgados no relatório trimestral da CMVM, referente à atividade da gestão de ativos nacional nos primeiros três meses do ano, dão conta de 11,7 mil milhões de euros de ativos sob gestão a cargo dos fundos de investimento. Deste montante, 5,2 mil milhões (44% do total) encontra-se sob domínio de apenas 10 estratégias

Neste ranking tomam posição fundos de apenas quatro entidades gestoras: Caixa Gestão de Ativos, BPI Gestão de Activos, IM Gestão de Ativos e Santander Asset Management. A BPI GA é aquela que apresenta maior número de estratégias, com quatro, mas são os três produtos da Caixa GA que ocupam os principais lugares. 

Assim, no topo da lista encontra-se o Caixa Disponível que geria 776,9 milhões de euros no final de março, seguido do Caixa Ações Líderes Globais, que para além dos 743,1 milhões em AuM conta também com Selo FundsPeople 2020, pela classificação de Blockbuster e Consistente, e com o maior crescimento face ao período homólogo (+20,88%). No terceiro lugar surge a primeira estratégia de outra entidade, o BPI Reforma Obrigações PPR (674,2 milhões de ativos sob gestão), e por fim o Caixa Seleção Global Moderado, que, tal como o fundo da BPI GA, é detentor do Selo FundsPeople 2020 pela classificação Blockbuster.

Entre as restantes entradas da tabela é ainda possível encontrar outros fundos que ostentam Selo FundsPeople 2020. Nomeadamente, o IMGA Poupança PPR e o BPI Moderado, que foram ambos galardoados pela sua classificação de Blockbuster.

Ano começou com um abanão

Comparando os dados atuais com os do trimestre anterior e do período homólogo encontramos um misto de comportamentos. Face ao último trimestre de 2019, observamos uma queda geral, quer no total de AuM geridos por fundos (-9,31%), quer no montante de património gerido pelo Top 10, que diminui em 9,97% para os 576 milhões.

Porém, em termos do período homólogo, registou-se um ligeiro crescimento de 0,91% no património gerido pelo total de fundos de investimento. Já o comportamento do conjunto de maiores fundos seguiu no sentido contrário, registando novamente perdas, desta vez na ordem dos -7,23%, representativos de 405 milhões de euros.

(Clique na imagem para ampliar)

Maiores_Fundos

Fonte: CMVM
 
 
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido