Quase 60% do património da indústria de fundos brasileira está alocado em títulos públicos


Segundo analisa a empresa Economatica, no final do ano passado a alocação de activos da indústria de fundos brasileira, assentava na maioria em títulos públicos (59,48%), no montante de 1,26 biliões de reais. Isto corresponde a um crescimento de 4,42% em relação a Dezembro de 2011 (quando o montante alocado em títulos públicos ascendia a 1,04 biliões de reais).

A segunda classe com maior alocação são os certificado de depósito bancário e os depósitos a prazo com garantia especial que, em Dezembro de 2012, acumulavam 309 mil milhões, mais 5,46% em relação ao montante registado em Dezembro de 2011 (293 mil milhões de reais).

Em terceiro lugar, na distribuição do património por classes de activos, estão as acções que, segundo cálculos elaborados com a ferramenta de análise da indústria de fundos da Economatica, concentravam, em Dezembro de 2012, 11,93% do património total da indústria (254 mil milhões de reais). Em Dezembro de 2011, este valor situava-se em 245 mil milhões de reais.

PATRIMÓNIO DA INDÚSTRIA DE FUNDOS E PRINCIPAIS APLICAÇÕES
(EM R$ MIL MILHÕES)

Património indústria
Acções
Certificados de Depósito ou Depósitos a prazo com garantia especial
Títulos públicos
 
PERCENTUAL DE ALOCAÇÃO NO PATRIMÓNIO DA INDÚSTRIA DE FUNDOS

Acções
Títulos públicos
Certificados de Depósito ou Depósitos a prazo com garantia especial

 

Notícias relacionadas