Tags: Alternativos |

Qual é o maior fundo imobiliário de cada categoria?


A Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – divide o mercado imobiliário em sete categorias. A maior delas é a que junta os fundos fechados. Segundo a Associação, no final de abril o valor sob gestão ascendia a 4.892,6 milhões de euros, representando pouco mais de 50% do total do mercado imobiliário. Nesta categoria, o maior fundo é o Fimes Oriente, da Gesfimo, com um património superior a 276 milhões de euros.

A segunda maior categoria junta os fundos abertos de acumulação que, segundo a APFIPP “não distribuem qualquer tipo de rendimento, reinvestindo automaticamente os rendimentos gerados pelas respectivas carteiras”. O maior fundo é o NovImovest que é gerido pela Santander Asset Management que no final de abril geria mais de 327 milhões de euros, sendo o segundo maior produto nacional. A categoria, em termos totais, somava no final de abril mais de 2.030 milhões de euros.

A categoria que se segue é aquela que engloba o maior fundo nacional do segmento. Os fundos abertos de rendimento somavam, no final do primeiro mês do segundo trimestre, mais de 1.493 milhões de euros com o Fundimo, da Fundger, a gerir mais de 572 milhões de euros, sendo o maior produto nacional.

Quatro categorias mais ‘modestas’

As restantes quatro categorias apresentam valores mais modestos, quando comparado com os três maiores segmentos. Com 667 milhões de euros surge a categoria que junta os fundos imobiliários de arrendamento habitacional – FIIAH. Neste segmento o maior produto é o Caixa Arrendamento, da Fundger, com 114 milhões de euros.

Com 573 milhões de euros aparece o segmento FUNGEPI – os Fundos de Gestão do Património Imobiliário. Aqui o maior produto é o Novo Banco II, da GNB Gestão de Ativos, com mais de 197 milhões de euros.

As outras duas categorias são mais residuais: os fundos florestais e ainda os fundos de reabilitação. No primeiro caso o maior fundo é o Josiba Florestal que é gerido pela BPI Gestão de Activos e que tinha mais de 24 milhões de euros em património. No segundo caso o maior fundo é o Príncipe Real Fundo de Reabilitação Urbana que é gerido pela Lynx Asset Managers e que no final do primeiro mês do segundo trimestre de 2016 geria 26,4 milhões de euros.

Os maiores fundos de cada categoria

Captura_de_ecra__2016-05-27__a_s_12

Fonte: APFIPP no final de abril

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido