Tags: Negócio |

Quais são os fundos nacionais com classificação quantitativa máxima por parte da Morningstar?


Antes da Morningstar começar a aplicar a sua nova metodologia para calcular o rating das entrelas - que irá começar a 31 de outubro e onde serão excluídas as comissões de subscrição - a Funds People Portugal mostra-lhe quais são os produtos nacionais que se destacam dos demais neste ranking quantitativo.

Segundo a plataforma Morningstar Direct, existem quinze produtos nacionais que a empresa de análise norte-americana classifica como cinco estrelas. Dos quinze produtos, existem dois que ostentam o selo de Consistente Funds People: o BPI Portugal e ainda o CA Rendimento.

O primeiro é o único fundo de ações presente na lista e é gerido por Catarina Quaresma Ferreira da BPI Gestão de Activos. O fundo foi lançado há mais de 20 anos e saiu galardoado nos últimos prémios Morningstar e também nos prémios APFIPP. Em termos de rendibilidade, o fundo apresenta um retorno de 1,42% nos últimos três anos com a sua volatilidade a situar-se entre os 15% e os 25%. Numa entrevista realizada pela Funds People em meados deste ano, a responsável pelo produto referia que “a grande proximidade de investimento que têm com as empresas" era a grande mais-valia no processo de investimento.

O outro fundo - o CA Rendimento – é gerido por José Valente da Crédito Agrícola Gest. Além de ser considerado Consistente Funds People, é também um fundo Blockbuster. O produto recebeu este ano o galardão ‘Melhor Fundo de Obrigações Taxa Indexada’ nos prémios APFIPP e regista, nos último três anos, uma rendibilidade anualizada de 3,28%. Foi, também, o melhor fundo da entidade ao longo da primeira metade deste ano.

Há também Blockbusters na lista

Além do já mencionado CA Rendimento, podemos encontrar mais dois produtos que são marcados com o selo Blockbuster, segundo a metodologia Funds People: o CA Monetário e ainda o IMGA Euro Taxa Variável. O CA Monetário faz parte da espólio da Crédito Agrícola Gest e regista uma valorização anualizada nos últimos três anos de 0,78%; enquanto que o fundo da IM Gestão de Ativos fica perto de uma rendibilidade anual de 1,9%.

Quais os restantes fundos?

Existem algumas curiosidades nos restantes fundos que a Morningstar classifica com o seu rating quantitativo máximo. Por exemplo, na lista encontramos um Fundo de Pensões Aberto que é gerido pela BPI Vida e Pensões e que se denomina de BPI Valorização.

Realce para o facto de haver, também, um produto que está representado na lista de duas formas: denominado em euros e em dólares. Trata-se do Banco BIC Tesouraria que é da responsabilidade da Dunas Capital e que está sob alçada de Pedro Fernandes e de Pedro Alves.

Destaque para o facto de encontrarmos dois fundos PPR na lista: o Invest AR PPR da Invest Gestão de Activos e ainda o NB PPR que é gerido pela GNB Gestão de Ativos. O primeiro é gerido por Paulo Monteiro que na Revista Funds People Portugal número 13, indicava em entrevista que o fundo investe “apenas em ativos muito líquidos”, o que faz com que não existam “restrições ao nível da sua capacidade”. Já o segundo é gerido por Paulo Joaquim. Na última ficha do produto – referente a agosto - afirmou que foi a “componente acionista que ajudou o fundo”, que regista um montante sob gestão superior a 13 milhões de euros.

Os fundos cinco estrelas Morningstar

Captura_de_ecra__2016-09-28__a_s_10

Fonte: Morningstar Direct a 27 de setembro.

 

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Próximos eventos