Tags: Pensões |

Quais os melhores fundos de pensões abertos a 5 anos?


Os dados da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – são conclusivos. O melhor fundo de pensões aberto, nos cincos anos anteriores ao final do mês passado, é o Optimize Capital Pensões Acções que é da Banif Pensões, com o mandato de gestão a estar atribuído à Optimize Investment Partners. Nos cinco anos anteriores ao final do mês passado, regista uma rendibilidade anualizada de 7,30%, com o seu património a ser de 1,2 milhões de euros. Em termos de nível de risco, encontra-se no patamar número 4, ou seja, a sua volatilidade no período é entre os 5% e os 10%.

Com uma volatilidade entre os 2% e os 5% - ou seja, nível 3 - e ganhos de 7% vem o produto Caixa Reforma Garantida 2022 que é gerido pela CGD Pensões. Trata-se de um fundo com garantia de capital que registava, no final de maio, um património superior a 14,8 milhões de euros.

Fundos da Optimize em destaque

Além da liderança, a gestão da Optimize Investment Partners coloca mais dois produtos no top 5. Com uma rendibilidade anualizada nos últimos cinco de 6,6% vem o Optimize Capital Pensões Equilibrado. No final do mês passado o seu volume sob gestão superava os 1,1 milhões de euros. O outro produto é o Optimize Capital Pensões Moderado com uma valorização anual de 5,7%. Em termos de património, o seu valor ultrapassava os 1,4 milhões de euros.

Ambos os fundos se encontram no mesmo patamar de volatilidade, atingindo um valor entre os 5% e os 10%, tal como o outro produto da entidade presente na lista.

Fundo da BBVA Fundos é o maior dos cinco

Falta apenas um produto para completar o top 5 dos fundos de pensões abertos mais rentáveis. Trata-se do Protecção 2020 que é gerido pela BBVA Fundos e é um fundo com garantia de capital. É o maior produto dos cinco, com um património que supera os 22,4 milhões de euros sendo, também, o produto com maior volatilidade no período, com este indicador a situar-se entre os 10% e os 15%.

 

Nota: Os resultados são brutos de impostos e não consideram comissões de subscrição e resgate, bem como outras comissões e encargos eventualmente suportados directamente pelos participantes, que variam de acordo com as condições estabelecidas no regulamento de gestão de cada Fundo.

Empresas