Tags: Negócio |

Quais os 19 fundos melhores nas primeiras 19 semanas de 2016?


Desde do início do ano até ao dia 13 de maio, já se passaram 19 semanas. Nesse período a volatilidade dominou grande parte dos mercados financeiros, com alguns eventos a terem impacto no sobe-e-desce diário.

Dos mais de 180 produtos que compõem o mercado nacional, existem alguns que se têm destacado nas primeiras 19 semanas de 2016. O destaque vai para o mercado brasileiro, com os fundos que investem diretamente no país a dominarem o ranking, ocupando os três primeiros lugares, segundo a lista publicada pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP.

Os dois fundos mais rentáveis nesse período são ambos geridos por José Mendes da BPI Gestão de Activos. Na liderança encontramos o BPI Brasil Valor que regista ganhos no período de 33,64%. No final de abril o seu património ascendia a quase 1,5 milhões de euros, com a Petrobras a ser a cotada mais representada em carteira, seguida da CETIP e do Banco Bradesco.

O outro fundo da entidade é o BPI Brasil que atinge uma rendibilidade de 22,39% e um património de 27,5 milhões de euros no final do mês passado. Neste fundo, os maiores investimentos são realizados em obrigações, nomeadamente dívida soberana do país. Há algumas semanas, João Caro Sousa, gestor da entidade, escreveu na Funds People sobre a evolução da situação económica e política no Brasil, sendo que as últimas semanas trouxeram muitas novidades.

A fechar o top 3 mais um fundo que investem no país do samba. Trata-se do NB Brasil que é gerido por Ricardo Santos da GNB Gestão de Ativos. No período em questão a sua rendibilidade é de 13,05% com o património no final de abril de 1,5 milhões de euros. Segundo a ficha do produto, referente ao mês passado, o que mais ajudou o produto em abril foram as “fortes performances dos ativos brasileiros em todas as classes de ativos”.  Tal como João Caro Sousa, Ricardo Santos também comentou recentemente a situação no Brasil.

Restantes mais afastados

Os restantes produtos com dados para o período disponibilizados pela APFIPP, encontram-se ‘longe’ dos líderes. O quatro fundo mais rentável é o BPI Obrigações Mundiais da BPI Gestão de Activos com ganhos de 3,25%, seguido do Caixagest Obrigações Longo Prazo da Caixagest com 3,17%.

Metais Preciosos é o camisola amarela

No entanto, existem fundos que a APFIPP não apresenta dados para aquela data. Um deles é o BPI Metais Preciosos que é gerido pela BPI Gestão de Activos. O fundo é o líder do mercado, nas primeiras 19 semanas do ano, com uma rendibilidade de 42,42%, segundo a Morningstar Direct. Destaque, também, para o BPI Reestruturações, da mesma casa de investimento, com ganhos de 5,05% em 2016, até ao dia 13 de maio.

Os 19 fundos mais rentáveis em 2016

Captura_de_ecra__2016-05-20__a_s_10

Fonte: APFIPP a 13 de maio

Profissionais
Empresas