Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 sobe puxado por PT e Galp


 

Entre as congéneres da bolsa portuguesa, as subidas oscilaram entre 0,18% de Londres e 0,36% de Madrid, num dia  que BCE e Banco de Inglaterra mantiveram as taxas de juro de referencia inalteradas, em 0,75% e 0,50%, respectivamente, e a Fed trouxe ânimo aos mercados afirmando que a economia dos EUA está a crescer.

Na NYSE Euronext Lisbon, no dia em que a S&P reviu o ‘outlook’ de longo prazo para Portugal, para estável, o PSI 20 subiu 0,71% para 6.012,36 pontos, com 15 títulos positivos, três negativos e dois inalterados, a Sonae Indústria e o Banif, que fecharam a cotar a 0,589 euros e 0,134 euros, respectivamente.

Ainda no sector financeiro, o BPI caiu 0,94% para 1,164 euros, tendo o BCP avançado 0,93% para 0,108 euros, o BES progredido 2,08% para 0,933 euros e o ESFG progredido 0,4% para 5,3 euros.

A sessão foi positiva para os títulos do sector energético, com EDP em alta de 0,13% para 2,32 euros, EDP Renováveis a somar 0,99% para 3,969 euros, Galp Energia a subir 1,59% para 12,13 euros e REN com um ganho de 1,77% para 2,3 euros.

Entre os títulos da área de tecnologia e telecomunicações, a Portugal Telecom valorizou 2,23% para 3,95 euros, a Sonaecom subiu 0,98% para 1,542 euros e a Zon Multimédia encerrou com uma descida de 0,44% para 3,401 euros, no dia em que os accionistas aprovaram, em assembleia geral, a fusão da empresa com a Optimus.

Em queda fechou igualmente a Jerónimo Martins, com um recuo de 0,95% para 15,08 euros.

O Mais Lido