Tags: Negócio |

PSI-20 regista decréscimo no mês de julho


A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários revela que o PSI-20 encerrou o mês de julho com uma queda de 0,6% face ao mês anterior. O principal índice nacional fechou o mês em questão nos 5.156,67 pontos e com uma volatilidade de 10,90%. A volatilidade registada, por sua vez, ficou “acima dos 10,64% fixados em julho e dos 10,84% registados em igual período do ano passado”, revela a nota estatística relativamente aos indicadores de julho do mercado de capitais português.

Captura_de_ecra__2017-09-1__a_s_18

Fonte: CMVM, 31 de julho de 2017

Relativamente ao valor das transações efetuadas na Euronext Lisbon, a entidade dá conta de uma diminuição de 43% no volume de transações, tendo este terminado o mês em questão nos 1.870,6 milhões de euros. A capitalização bolsista da Euronext Lisbon também registou uma queda, ascendendo a 2.834,4 milhões de euros, o que representa uma queda de 1% face ao mês de junho. Do lado do segmento obrigacionista verificou-se um aumento de 1,3% para 127.194,6 milhões de euros, enquanto que o segmento acionista fechou o sétimo mês do ano nos 148.872,4 milhões de euros, menos 3% que no mês anterior.

Captura_de_ecra__2017-09-1__a_s_18

Fonte: CMVM, 31 de julho de 2017

No que diz respeito aos emitentes com maior representatividade no índice, o BCP, EDP e a Jerónimo Martins são os valores em destaque, representando 15,08%, 12,47% e 11,76%, respetivamente.

Destaque, ainda, para a queda no valor sob gestão dos organismos de investimento coletivo em valores mobiliários de 2,3%, que se fixou nos 11.622 milhões de euros. No sentido inverso terminou o montante sob gestão dos fundos de investimento imobiliário e fundos especiais de investimento imobiliário, que registou um crescimento de 0,9% para 10.786,1 milhões de euros.

Notícias relacionadas

O Mais Lido

Próximos eventos