Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 recua mais de 1% em dia negativo na Europa


 

Entre as principais congéneres da bolsa portuguesa, as desvalorizações oscilaram entre 1,44% de Londres e 2,2% de Paris, com resultados de empresas a decepcionarem, num dia sem dados macro relevantes, e receios sobre Espanha, depois de a Moody’s ter baixado o ‘rating’ da dívida de cinco regiões autónomas do país.

Na NYSE Euronext Lisbon, o índice de referência desceu 1,34% para 5.395,26 pontos, com 14 títulos negativos, cinco positivos e um, a Sonae, inalterado, tendo fechado a cotar a 0,579 euros.

Entre as acções que mais pressionaram o PSI 20 estiveram a Jerónimo Martins, que recuou 1,79% para 13,75 euros, e a Galp Energia, que deslizou 2,08% para 12,73 euros. Ainda no sector energético, a EDP terminou a sessão a cair 0,89% para 2,106 euros, a Renováveis a perder 0,13% para 3,705 euros e a REN a descer 0,1% para 1,998 euros.

A sessão foi também negativa para o sector financeiro, com o BPI, que apresenta amanhã resultados dos primeiros nove meses do ano, a desvalorizar 2,56% para 0,874 euros, o BCP a cair 3,8% para 0,076 euros, o Banif em queda de 1,83% para 0,161 euros, o BES a deslizar 1,18% para 0,754 euros e o ESFG com um recuo de 0,27% para 5,445 euros.

Também os títulos da área de TMT encerraram no ‘vermelho’, com Zon, Sonaecom e Portugal Telecom, a desvalorizarem 0,61%, 1,1% e 1,77%, respectivamente, para 2,3 euros, 1,345 euros e 3,83 euros.

A Semapa, a Portucel, a Mota-Engil, a Cofina e a Altri foram as únicas que conseguiram terminar a sessão de hoje com valorizações.