Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 recua com PT e Jerónimo Martins em forte queda


 

Entre as congéneres da bolsa portuguesa, Madrid foi excepção ao cair 4,07%, enquanto Londres subiu 0,33%, Frankfurt 0,11% e Paris 0,55%, com dados melhores que o esperado nos Estados Unidos, nas encomendas de bens duradouro e no mercado habitacional, a compensar em parte as preocupações dos investidores sobre a Zona Euro, nomeadamente sobre uma possível taxa nos depósitos em caso de resgate de bancos.

Na NYSE Euronext Lisbon, o PSI 20 caiu 1,51% par 5.932,26 pontos, com 13 títulos negativos, seis positivos e um inalterado, a Cofina, que fechou a cotar a 0,55 euros.

Entre as quedas mais acentuadas do dia ficaram a Jerónimo Martins, que recuou 3,93% para 15,015 euros, a Mota-Engil, que deslizou 3,68% para 1,86 euros e a Portugal Telecom, que protagonizou a queda mais acentuada do dia, ao desvalorizar 4,23% para 3,894 euros, numa dia negativo para o sector na Europa.

Ainda na área das telecomunicações, a Zon Multimédia desceu 0,75% para 3,295 euros, enquanto a Sonaecom somou 0,6% para 1,665 euros.

No sector energético, a EDP Renováveis progrediu 0,03% para 3,98 euros, a Galp Energia avançou 0,25% para 12,16 euros, tendo a EDP encerrado a perder 0,2% para 2,46 euros e a REN a cair 0,87% para 2,28 euros.

Em sintonia com o exterior, o dia foi negativo para os títulos da banca, com BPI a terminar o dia em queda de 1,52% para 1,04 euros, o BCP a descer 0,98% para 0,101 euros, o BES a recuar 1,97% para 0,846 euros e o Banif com uma desvalorização de 2,36% para 0,124 euros.