Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 recua com Galp a cair mais de 5%


 

Entre as congéneres da bolsa portuguesa, Madrid contrariou a tendência com uma queda de 0,14%, enquanto Paris subiu 0,03%, Londres 0,22% e Frankfurt 0,55%, depois de os ministros das Finanças terem chegado a acordo sobre a ajuda financeira à Grécia.

Na NYSE Euronext Lisbon, o PSI 20 perdeu 0,87% para 5.247,65 pontos, desvalorizando pela segunda sessão, com 11 títulos negativos, sete positivos e dois inalterados, a Portucel e o Banif, que encerraram a cotar a 2,11 euros e 0,13 euros, respectivamente.

Ainda no sector financeiro, o BPI recuou 1,35% para 0,802 euros, o BCP caiu 1,43% para 0,069 euros e o ESFG deslizou ligeiros 0,02% para 5,298 euros, tendo o BES fechado em alta de 1,57% para 0,775 euros.

Com ganhos, e a travar uma desvalorização mais acentuada do PSI 20, esteve a Jerónimo Martins, que progrediu 2,18% para 14,75 euros.

Entre os títulos do sector energético, a REN subiu 0,25% para 1,989 euros, a EDP Renováveis avançou 0,61% para 3,784 euros, enquanto a EDP caiu 0,41% para 1,922 euros e a Galp Energia protagonizou a maior queda do dia, ao desvalorizar 5,85% para 11,5 euros, reagindo à saída da Eni do seu capital.

O dia foi negativo para a área de tecnologia e telecomunicações, com Zon Multimédia em queda de 0,6% para 2m644 euros, Sonaecom a perder 0,35% para 1,442 euros e Portugal Telecom a recuar 1,9% para 3,571 euros.

Destaque, a exemplo das sessões anteriores, para a Cofina, que voltou a fechar em forte alta, desta vez com uma subida de 13,1% para 0,656 euros, continuando com forte liquidez.

Próximos eventos