Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 inicia semana em alta puxado por Jerónimo Martins


 

Entre as congéneres da bolsa portuguesa, Frankfurt e Madrid fecharam com ganhos de 0,24% e 1,42%, respectivamente, enquanto Paris ficou inalterado e Londres recuou 0,09%, destacando-se “o bom desempenho relativo dos índices de acções dos países da Europa do sul”, associado à “queda violenta no mercado secundário dos ‘yields’ da dívida soberana de Itália, de Espanha e de Portugal”, refere Ricardo Almeida, da Patris Gestão de Activos. "Parte deste movimento, terá sido potenciado pelo acordo em Itália para a reeleição de Giorgio Napolitano como presidente da República”, acrescenta.

Na NYSE Euronext Lisbon, o PSI 20 subiu 0,57% para 5.852,53 pontos, com sete títulos em queda, 11 em alta e dois inalterados, concretamente Cofina e Banif, que fecharam a cotar a 0,496 euros e 0,113 euros, respectivamente.

Ainda no sector financeiro, o BPI subiu 1,14% para 0,973 euros, o BES progrediu 1,04% para 0,778 euros e o BCP somou 2,11% para 0,097 euros, com o acordo com o Piraeus Bank “recebido favoravelmente pelo mercado”.

A Jerónimo Martins esteve entre os títulos que mais contribuiu para a subida do índice, ao avançar 1,75% para 16,3 euros, tendo recebido “uma recomendação favorável por parte do Espírito Santo Investment Bank”, desta ainda Ricardo Almeida.

Entre as energéticas, a EDP Renováveis e a REN encerraram em alta, com ganhos de 0,16% e 0,41%, respectivamente, para 3,71 euros e 2,218 euros, enquanto a Galp Energia desceu 0,55% para 11,68 euros e a EDP caiu 0,08% para 2,501 euros.

Na área de telecomunicações, a Zon Multimédia foi o único título a cair, recuando 0,9% para 3,202 euros, tendo a Sonaecom valorizado 1,88% para 1,676 euros e a Portugal Telecom progredido 0,6% para 3,835 euros.

O Mais Lido