Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 foi o único a valorizar entre as congéneres europeias


Pelo segundo dia consecutivo, o PSI 20 encerrou a sessão a valorizar. Desta vez subiu  0,34% para os 5.424,480 pontos. Nas restantes congéneres europeias o cenário foi bem diferente: Madrid foi a que desvalorizou mais (0,72%), Paris caiu 0,71%, enquanto Frankurt  desvalorizou 0,41%.

Na NYSE Euronext Lisbon 10 empresas a subir, 7 a descer e 3 a manterem os mesmos valores.

No sector bancário, uma das maiores valorizações do dia foi pertenceu ao BCP que subiu 1,15% para os 0,08. No entanto os restantes parceiros da banca não tregistaram um fim de sessão tão positivo. O BES desvalorizou mesmo 0,83% para os  0,595. Sem alterações em relação ao fecho de sessão de ontem estiveram o BPI e o Banif.

Nas telecomunicações só a PT encerrou no verde,tendo as suas acções valorizado 1,09% para os 2,780. A Zon Multimédia desvalorizou 0,16% para os 3,700. A maior desvalorização do sector foi a da concorrente Sonaecom que caiu 0,765 para os 1,575.

Na energia, o fim de sessão foi positivo para todas as empresas cotadas. A maior valorização do dia pertenceu à Galp energia, que subiu 1,64% para os 11,755. Em seguida, a EDP renováveis que encerrou a valorizar 0,81% para os 3,750. No verde também ficou a REN que subiu 0,32% para os 2,176. Uma subida um pouco maior do que a EDP , que valorizou 0,29% para os 2,411.

Não tão positivo foi o fim de sessão para a retalhista Jerónimo Martins, que encerrou a desvalorizar 0,72% para os 15,875. A concorrente Sonae SGPS, por seu lado, valorizou 0,14% para os 0,710. Na mesma linha, a Mota-Engil valorizou 0,32% para os 2,498.