Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 fecha semana em forte queda


Entre as congéneres da bolsa portuguesa, as desvalorizações oscilaram entre 0,70% de Londres e os 1,76% de Frankfurt, depois de o governo grego ter perdido um parceiro de coligação e os investidores continua a digerir as recentes declarações do presidente da Fed sobre os estímulos à economia.

Na NYSE Euronext Lisbon, o PSI 20 caiu 3,45% para 5.451,82 pontos, com 19 títulos negativos e um inalterado, o Banif, que encerrou a sessão a cotar a 0,098 euros.

Ainda no sector financeiro, o BPI caiu 1,2% para 0,909 euros, o BCP recuou 1,08% para 0,092 euros e o BES perdeu 4,43% para 0,626 euros.

Entre as maiores desvalorizações ficaram os títulos da área de telecomunicações, com a Portugal Telecom em queda de 4,54% para 2,883 euros, a Sonaecom a descer 4,49% para 1,509 euros e a Zon Multimédia a deslizar 5,94% para 3,61 euros, depois de o Diário Económico ter noticiado que a Autoridade da Concorrência vai avançar para uma investigação aprofundada na fusão entre Zon e Optimus.

No sector energético, a EDP e a EDP Renováveis fecharam em queda de 3,02% e 0,57%, respectivamente, para 2,439 euros e 3,65 euros, tendo a Galp Energia caído 4,11% para 1,795 euros e a REN recuado 2,56% para 2,173 euros.

A Jerónimo Martins viveu também uma sessão negativa, tendo encerrado a perder 3,01% para 15,615 euros.

Na semana, o PSI20 caiu 5,51%, seguindo a tendência negativa dos restantes mercados europeus. Os mercados accionistas, refere Jorge Guimarães, director adjunto do Banif Gestão de Activos, “foram penalizados pela intenção da Reserva Federal norte-americana de começar a retirar os estímulos monetários que implementou no último ano, o que provocou um aumento nas taxas de juro (e na sua volatilidade) e uma queda dos preços da maior parte dos activos financeiros (acções, obrigações, moedas emergentes, etc)”.

Em termos de desempenhos individuais, apenas a Zon Multimedia registou uma valorização na semana (+0,56%), “beneficiando dos movimentos de M&A ocorridos nalgumas operadoras de cabo europeias, isto apesar da forte correcção sofrida hoje”. Pela negativa, destaca as acções do sector financeiro, como o BES (-13,3%) e o BCP (-7,07%), bem como empresas mais expostas aos mercados emergentes, como a Portugal Telecom (-7,30%),  e empresas mais cíclicas, como a Altri (-9,33%).

Notícias relacionadas

O Mais Lido