Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 fecha semana em alta


Entre as congéneres da bolsa portuguesa, os ganhos oscilaram entre 0,94% de Londres e 2,02% de Frankfurt, depois de o emprego nos Estados Unidos ter aumentado em Abril e de os novos pedidos de subsídio de desemprego terem recuado inesperadamente para mínimo de quatro anos.

Na NYSE Euronext Lisbon,o PSI 20 subiu 0,30% para 6.253,54 pontos, com 10 acções positivas, oito negativas e duas inalteradas, a Altri e a Sonaecom, que fecharam a cotar a 1,961 euros e 1,794 euros, respectivamente.

Ainda na área de telecomunicações, a Zon caiu 0,23% para 3,412 euros e a Portugal Telecom desceu 1,40% para 3,870 euros.

Entre as energéticas, a EDP fechou em queda de 0,12% para 2,607 euros, a REN a recuar 0,17% para 2,315 euros, enquanto a EDP Renováveis avançou 2,42% para 4,020 euros e a Galp somou 1,65% para 12,295 euros.

a Jerónimo Martins foi dos títulos que mais contribuiu para a subida do índice, encerrando a valorizar 1,02% para 17,850 euros.

O dia foi positivo para o sector bancário, com BPI a subir 1,91% para 1,122 euros, BCP a ganhar 1,91% para 0,107 euros, BES a progredir 0,23% para 0,882 euros e Banif em alta de 0,85% para 0,119 euros.

No balanço da semana, Nuno Marques, gestor de fundos na Banif Gestão de Activos, refere que esta "foi positiva para os mercados de acções na generalidade mas, pela primeira vez nas últimas semanas, o PSI-20 ficou aquém dos restantes mercados valorizando apenas 0.21%, que compara mal com os 2,99% do Eurostoxx 50". Pela positiva destaca o sector financeiro, "que beneficiou do movimento positivo da dívida pública portuguesa, cuja 'yield' dos 10 anos estreitou 37 pontos base na semana". Negativamente, acrescenta, "há que destacar a Jerónimo Martins, a recuar depois de uma semana de fortes ganhos, e a Portugal Telecom, penalizada pelo mau desempenho da Oi no mercado accionista brasileiro".

O volume manteve-se bastante deprimido com o PSI-20 a fazer, aproximadamente, menos 35% que a média dos últimos 3 meses.

Profissionais
Empresas