Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 fecha em queda em dia indefinido na Europa


 

Entre as congéneres da bolsa portuguesa, Londres fechou inalterada, Madrid a perder 0,22%, Paris em alta de 0,59% e Frankfurt a subir 0,26%, com os receios sobre uma falha de acordo nos EUA para o próximo orçamento, a serem em parte compensados pela descida dos pedidos de subsídio de desemprego e o aumento, para máximos de dois anos, das vendas de casas, ambos na maior economia do mundo.

Na NYSE Euronext, o PSI 20 perdeu 0,11% para 5.704,45 pontos, com sete títulos negativos, 11 positivos e dois inalterados, a Galp Energia e o Banif, que fecharam a cotar a 11,85 e 0,156 euros, respectivamente.

Entre os títulos que mais pressionaram o índice estiveram a EDP, que deslizou 1,03% para 2,295 euros, num dia em que entre os restantes títulos do sector a EDP Renováveis progrediu 0,76% para 4,0 euros e a REN somou 0,94% para 2,049 euros.

Além da Energias de Portugal também a PT penalizou o índice, com uma queda de 0,94% para 3,780 euros; os outros dois títulos de tecnologia e telecomunicações viveram uma sessão positiva, com Sonaecom e Zon Multimédia a progredirem 0,07% e 0,27%, respectivamente, para 1,539 euros e 3,005 euros.

Entre as valorizações referência ainda para a Jerónimo Martins, que somou 0,72% para 14,715 euros, e para a Mota Engil, que liderou os ganhos ao avançar 3,30% para 1,630 euros.