Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 fecha em queda com BES a perder mais de 10%


 

Entre as congéneres da bolsa portuguesa, as subidas oscilaram entre 0,40% de Londres e 0,89% de Paris, influenciadas pelos resultados trimestrais acim do esperado divulgados por cotadas como o ING Groep e a Deutsche Telekom. “O comportamento dos índices europeus nos últimos dias tem sido positivo, consequência não só da decisão da redução da taxa de referência por parte do BCE mas também devido às possíveis medidas (nova redução da taxa de referência e atribuição de uma taxa negativa nos depósitos) que poderão vir a ser tomadas por parte do Banco Central Europeu, na eventualidade da economia não ter a evolução esperada”, refere José Barroso, gestor de activos no Banco Popular.

Na NYSE Euronext Lisbon, o PSI 20 caiu 1,42% para 6.266,33 pontos, com 10 títulos positivos, oito em queda e dois inalterados, concretamente a Cofina e a Sonaecom, que encerraram a cotar a 0,497 euros e 1,77 euros, respectivamente.

Ainda no sector de telecomunicações, a Zon subiu 0,46% para 3,47 euros e a Portugal Telecom deslizou 1,12% para 3,97 euros.

Entre as quedas mais acentuadas do dia esteve o sector bancário, com o BES a perder 10,62% para 0,825 euros; o banco apresentou prejuízo (de 62 milhões de euros) “quando os analistas aguardavam por lucros e para piorar ainda mais a situação a JPMorgan reviu em baixa a avaliação da acção reduzindo o seu preço alvo de 1,03 euros para 0,55 euros”, sublinha o gestor.  O BCP caiu 5,45% para 0,104 euros, o BPI recuou 1,58% para 1,121 euros e o Banif desceu 1,69% para 0,116 euros.

Em sentido contrário evoluíram as cotadas do sector energético, que viveram uma sessão positiva. A EDP fechou em alta de 0,73% para 2,619 euros, a EDP Renováveis somou 2% para 4,09 euros, a Galp Energia progrediu 0,56% para 12,56 euros e a REN progrediu 0,04% para 2,33 euros.

A Jerónimo Martins também valorizou, tendo encerrado o dia com um ganho de 0,28% para 18,05 euros.

O Mais Lido