Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 contraria Europa e sobe “à boleia” de EDP e PT


 

Entre as congéneres da bolsa portuguesa só Madrid fechou com ganhos, a progredir 0,38%, enquanto Frankfurt desceu 0,43%, Paris 0,10% e Londres 0,27%, um dia depois de o Ecofin ter aprovado o mecanismo único de supervisão para a banca europeia, e pressionado por declarações do presidente da Fed, Ben Bernanke, que disse que o plano do banco central para comprar títulos do Tesouro não será suficiente para compensar os efeitos de um ‘fiscal cliff’.

Na NYSE Euronext Lisbon, o PSI 20 avançou 0,97% para 5.615,41 pontos, com 12 títulos em alta, sete em queda e um inalterado, o BCP, que encerrou a cotar a 0,073 euros. As restantes acções do sector financeiro tiveram um desempenho positivo, com BPI em alta de 1,98% para 0,877 euros, Banif a somar 0,81% para 0,125 euros, BES a subir 1,56% para 0,845 euros e ESFG com um ganho de 0,11% para 5,29 euros.

Na área de tecnologia e telecomunicações destaque pela terceira sessão para a PT, que valorizou 2,73% para 3,87 euros, sendo dos títulos que mais puxou pelo índice, enquanto a Sonaecom avançou 0,52% para 1,543 euros e a Zon Multimédia recuou 0,32% para 2,826 euros.

Em terreno negativo ficou também a Jerónimo Martins, que deslizou 0,76% para 15,1 euros.

Entre as energéticas, a REN contrariou a tendência ao cair 0,1% para 1,99 euros, tendo a EDP progredido 2,08% para 2,212 euros, dando dos maiores contributos para a valorização do PSI 20, a EDP Renováveis somado 2,92% para 4,12 euros e a Galp Energia fechado com uma subida de 0,09% para 11,75 euros.