Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 cai pressionado por 'pesos pesados'


 

 
Na Europa, Frankfurt, Paris e Madrid fecharam com perdas reduzidas, enquanto Londres valorizou, num dia em que o Banco Central Europeu e o Banco de Inglaterra decidiram manter as taxas de juro de referência inalteradas em 0,75% e 0,50%, respectivamente, em linha com o esperado pelo mercado.
Na NYSE Euronext Lisbon, o índice de referência caiu pela primeira vez em quatro dias, encerrando com uma desvalorização de 0,52%, para 5290,3 pontos, penalizado sobretudo pela descida de dois 'pesos pesados' do índice. Dos 20 títulos, 11 subiram, sete desceram e dois, a Cofina e a REN, ficaram inalterados, a cotar a 0,52 euros e 2,0 euros, respectivamente.
Ainda no sector energético, as restantes cotadas fecharam no 'vermelho'; a EDP deslizou 1,99% para 2,12 euros, a Renováveis recuou 0,83% para 3,58 euros e a Galp Energia caiu 1,77% para 12,52 euros. 
Entre os títulos de TMT, a Portugal Telecom (PT) terminou a sessão a perder 2,97% para 3,825 euros, a Sonaecom a desvalorizar 0,14% para 1,389 euros, tendo a Zon Multimédia somado 1,75% para 2,208 euros. 
A contribuir para travar uma descida mais acentuada do PSI 20 esteve sobretudo a Jerónimo Martins, que progrediu 1,22% para 13,715 euros, e também o sector bancário; o BPI valorizou 2,71% para 0,835 euros, o  BES avançou 6,78% para 0,63 euros, o BCP somou 3,03% para 0,068 euros, tendo o ESFG fechado a perder 0,36% para 5,47 euros.

O Mais Lido