PSI 20 cai pressionado pela PT


Entre as congéneres da bolsa portuguesa, Londres e Paris subiram 0,08% e 0,11%, respectivamente, enquanto Frankfurt desceu 0,59% e Paris recuou 0,64%. A influenciar a Europa esteve a queda de 6% da bolsa de Tóquio, assim como a revisão em baixa das previsões do Banco Mundial para a economia global e para a da Zona Euro, e os dados do emprego e das vendas a retalho melhores que o esperado nos Estados Unidos.
Na NYSE Euronext, o PSI 20 caiu 0,58% para 5.731,84 pontos, com 13 títulos negativos, seis positivos e um inalterado, a Sonae Indústria, que fechou a cotar a 0,522 euros.
A queda mais acentuada do dia pertenceu à PT, que encerrou a descer 3,57% para 3,105 euros. Ainda na área de telecomunicações, a Sonaecom perdeu 1,36% para 1,527 euros e a Zon Multimédia desvalorizou 0,34% para 3,50 euros.
A Jerónimo Matins também fechou em terreno negativo, a descer 0,06% para 16 euros.
Para a banca o dia foi maioritariamente negativo, com BPI em queda de 1,34% para 0,96 euros, BCP a deslizar 2,02% para 0,097 euros, Banif a recuar 2,04% para 0,096 euros, enquanto o BES foi excepção ao avançar 1,81% para 0,733 euros.
Entre as energéticas, EDP e EDP Renováveis encerraram em alta, a valorizar 0,48% e 0,8%, respectivamente, para 2,533 euros e 3,76 euros, tendo a Galp Energia caído 0,57% para 12,285 euros e a REN descido 0,9% para 2,2 euros.

O Mais Lido