Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 cai mais de 1% com maioria das acções negativas


 

Entre as congéneres da bolsa portuguesa, o dia foi negativo, com as perdas a oscilarem entre 0,24% de Londres e 1,12% de Madrid, influenciadas por receios sobre a evolução da economia chinesa e pela falta de entendimento entre França e Alemanha quanto à implementação da união bancária na Europa.

Na Euronext Lisbon,  o índice de referencia desceu 1,34% para 5.355,39 pontos, com a maioria dos títulos em a recuar, no dia em que voltou a ter 20 constituintes. Aliás, Banif e Cofina foram dois dos únicos três títulos que escaparam às quedas, tendo terminado a primeira sessão no PSI 20 a subir 2,11% e 3,77%, respectivamente, para 0,194 euros e 0,55 euros.

O outro título a fechar positivo foi o BCP, que valorizou 16,67% para 0,07 euros, no último dia de negociação dos direitos ao aumento de capital. Ainda no sector financeiro, o BPI caiu 2,29% para 0,811 euros, o BES recuou 3,64% para 0,636 euros e o ESFG perdeu 2,5% para 5,46 euros.

No sector energético, a EDP terminou a primeira sessão da semana a descer 2,68% para 2,117 euros, a Renováveis a deslizar 0,81% para 3,68 euros, a Galp Energia a cair 1,23% para 12,85 euros e a REN a recuar 0,79% para 2,0 euros.

Já na área de TMT, após os fortes ganhos de sexta-feira com os rumores de uma possível fusão, Zon e Sonaecom fecharam negativas, a perder 2,68% e 2,93%, respectivamente, para 2,32 euros e 1,359 euros. A Portugal Telecom perdeu 1,19% para 3,975 euros.

A queda mais acentuada do dia pertenceu à Sonae Industria, com uma desvalorização de 4,41% para 0,585 euros.

O Mais Lido