Tags: Gestores | Negócio |

Vencedor prémios APFIPP: o melhor fundo curto prazo


No contexto ainda da cerimónia da entrega de prémios da Associação Portuguesa de Fundos Imobiliários, Pensões e Patrimónios, é altura de analisar o vencedor do Melhor Fundo Curto Prazo, o IMGA Extra Tesouraria.

Trata-se de um fundo a curto prazo e nasceu em agosto de 2010. Gerido por Aitor Zubeldia e co gerido por Duarte José, possui em ativos sob gestão 235,7 milhões de euros. Relativamente à sua rentabilidade anualizada a cinco anos, este produto obteve 5,02%, com referência ao final do mês de maio.

A sua composição de carteira é composta por 73% em depósitos a prazo e 22,69% em obrigações. Tem como preponderância em carteira emissões da Volkswagen Leasing a representar 2,31%, a Telecom Italia (2,31%), a Galp Energia SGPS (1,48%), a Sonae Inv SGPS (1,48%) e, ainda, a Nordea Bank, com 1,11%.

Relativamente ao contexto atual, o gestor refere-se ao mês de abril como um mês em que revelou melhorias para o fundo, suportado pelos dados macroeconómicos publicados, pelo aumento do preço das matérias-primas (petróleo) e ainda pelos progressos no comércio global. O gestor acrescenta ainda o facto de ter havido uma correção do movimento, no entanto, este movimento foi acompanhado por uma diminuição nos prémios de risco de emitentes privados, a destacar pela negativa o setor de retalho, sendo o mais penalizado.

A contribuição positiva dos depósitos e o papel comercial foram o que mais ajudou o fundo, declara o gestor. Pelo contrário, o que prejudicou o produto foi o reinvestimento a taxas mais baixas, conclui, assim, o gestor.

Captura_de_ecra__2018-07-04__a_s_16

Fonte: Morningstar Direct, maio de 2018

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 3 Siguiente