Tags: Obrigações | Ações |

Praça lisboeta fecha último dia da semana no verde


A praça lisboeta fechou a semana positiva, subindo 0,19% para os 5776,94 pontos, com a maior parte das empresas nacionais no vermelho (11 companhias). Dos restantes 9 títulos, 6 subiram em relação a ontem e 3 mantiveram-se inalterados (Espirito Santo Financial Group, Sonae e Sonaecom).

O maior destaque vai para a empresa liderada por Soares dos Santos que valorizou 1,48% para os 14,77 euros, recuperando parte das perdas das últimas sessões, após os resultados relativos ao segundo trimestre do ano. Em sentido contrário seguiu o BES que desvalorizou 1,85% para os 0,741 euros.

No sector bancário, apenas o BCP valorizou, fechando a sessão nos 0,096 euros. O BANIF caiu 7,69% para os 0,012 euros e o banco liderado por Fernando Ulrich resvalou 1% para os 0,994 euros. De notar que o BANIF teve a maior queda semanal ao fechar a semana com uma perda acumulada de 76%.

No sector energético, o grande destaque vai para a GALP Energia que cresceu 1,14% para os 12,44 euros. Já a EDP caiu 0,26% para os 2,661 euros, a EDP Renováveis desvalorizou 0,15% para os 3,879 euros e a REN fechou a sessão nos 2,2 euros, com a queda a situar-se nos 1,3%.

Além da GALP Energia, da Jerónimo Martins e do BCP, também a Altri, a Portucel e a Portugal Telecom fecharam a sessão a subir. A Altri subiu 1,08% para os 1,966 euros, a Portucel cresceu 0,19% para os 2,656 euros. Já a Portugal Telecom fechou a sessão nos 2,924 euros, tendo valorizado 0,14%.

As bolsas europeia fecharam mistas, com o índice espanhol a crescer 0,4%. Já a praça parisiense fechou a subir 0,07% enquanto que bolsa suíça valorizou 1,83%, sendo a praça de referência que mais subiu. Em sentido contrário, encontramos a praça holandesa e a alemã que decresceram 0,28% e 0,05%, respetivamente.


 

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido