Tags: Obrigações |

Portugal volta a refinanciar a dívida de curto prazo a taxas mais negativas


A República Portuguesa voltou ao mercado esta quarta-feira com duas emissões de dívida de curto prazo - 500 milhões de euros em bilhetes do tesouro a 6 meses e 1.000 milhões de euros a 12 meses - nas quais se verificou uma nova descida de taxas face ao último leilão comparável. Nos 6 meses caíram dos -0,393% para os -0,396% e nos 12 meses dos -0,37% para os -0,366%. Em ambas as emissões a procura superou as duas vezes a oferta. 

"Portugal continua a beneficiar da política acomodativa do BCE e que tudo tem feito para ajudar os países, tal tem permitido ao longo dos últimos anos fazer o rollover da dívida de curto prazo sempre com taxas de juro negativas", comenta Filipe Silva, do Banco Carregosa.

 

Notícias relacionadas