Tags: Negócio |

Portugal realiza a primeira operação de troca de dívida de 2020


Esta quarta-feira, o IGCP realizou a primeira operação de troca de dívida do ano no montante de 949 milhões de euros. “Aproveitando os juros baixos, resultado da política monetária expansionista do BCE, o IGCP pretende adiar o reembolso de obrigações”, explica Paulo Rosa, Economista e Trader Sénior do Banco Carregosa.

Esta operação consistiu na compra de obrigações que maturam em abril de 2021 cujo cupão é de 3.85%, “aliviando esta série, e a oferta de títulos que só atingem a maturidade em junho de 2029 cujo cupão é de 1.95%, com o aumento do montante desta série mais longa”, comenta o especialista.

Segundo o profissional, “a vantagem desta operação para o investidor é a de poder trocar um investimento em dívida soberana portuguesa com uma yield negativa de -0.62% por uma rentabilidade positiva de 0.23% para a maturidade 2029. É a prova de que os investidores continuam a acreditar na economia portuguesa, pois estão a estender a maturidade dos seus investimentos, e principalmente na continuação da política acomodatícia do BCE”.

O custo a que estas operações têm sido realizadas está abaixo da média histórica de Portugal. As condições atuais de taxas de juro negativas têm sido extremamente favoráveis para o sucesso destas emissões, baixando a média dos juros pagos por todo o endividamento da República Portuguesa”, conclui. 

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido