Tags: Negócio |

Portugal financia-se ao custo mais baixo de sempre


Portugal foi esta quarta-feira aos mercados financiar-se num leilão de obrigações duplo, que lhe valeu a emissão de 1.250 milhões de euros em dívida de longo-prazo.

Tal como indica o IGCP, 388 milhões de euros de obrigações do tesouro foram emitidos a 7 anos, a uma taxa 0,763%, de  enquanto 862 milhões de euros foram emitidos em obrigações do tesouro a 10 anos, a uma taxa de 1,298%.

Como recorda e enfatiza Filipe Silva, diretor da gestão de ativos do Banco Carregosa, “Portugal emitiu dívida ao custo mais baixo de sempre”, e voltou “a emitir dívida de longo prazo com uma taxa inferior ao custo médio da sua dívida, e a valores bastante inferiores aos leilões anteriores”. Recorda que no passado dia 13 de fevereiro, “a taxa  no leilão a 10 havia sido de 1,568%”.

Filipe Silva enfatiza também que “a tendência de baixa tem sido uma constante nos últimos meses e o  IGCP e o Estado Português estão a tirar partido do abrandamento económico que se refletiu novamente numa política monetária expansionista do BCE no passado dia 7 de março”.

Profissionais

Notícias relacionadas