Porquê contratar os serviços de um financial advisor?


Se fizer como a generalidade das pessoas, vai talvez contratar um advisor para tentar bater os índices dos mercados. No entanto, lembre-se que até os gestores de hedge funds mais aclamados se vêm aflitos para o fazer e mesmo muito poucos o fazem consistentemente!
«Preservar», é a palavra-chave, assumindo riscos muito bem calculados e com os quais se sinta confortável.

Tudo isto tem muito pouco a ver com a possibilidade de viver ou reformar-se como quer, com o nível de vida que ambiciona.

Na nossa opinião, as melhores razões por que deve contratar os serviços de um advisor financeiro são:

1.   Pressioná-lo a responder a questões que não quer perguntar-se, nomeadamente: como pensa pagar a universidade dos seus filhos, como vai viver depois de se reformar, como vai manter e fazer crescer o seu património até lá, sabe identificar os riscos do seu portfolio, tem a noção onde e em quê tem o seu dinheiro aplicado, sabe se está muito exposto a um mercado, sector ou país, consegue ter uma noção do total do seu património mobiliário (disperso por vários bancos) e imobiliário, o seu património está defendido das possíveis ameaças que podem surgir nestes tempos conturbados de crise. Estas perguntas e muitas mais acabam por lhe mostrar que pode precisar de uma ajuda profissional para fazer planos para o Futuro. Mas primeiro é preciso analisar onde está, para conseguir perceber o que fazer para chegar ao seu objectivo.

2. Elaborar um plano financeiro. Muito poucas pessoas fazem isto por sua iniciativa, ou porque não têm tempo, estão ocupadas nas suas profissões, ou porque não têm conhecimentos financeiros. Demora tempo e pode ser chato, mas importa muito.

3. Ampará-lo na volatilidade. Muitos de nós grita imediatamente que não precisa disso. É difícil de projectar uma imagem futura nossa assustados ou nervosos, e “dores” passadas tendem a esbater-se com o tempo (perguntem às mulheres que já tiveram vários partos!). Certo é que a ajuda de voz além da nossa, em alturas de mercados agitados, pode ser de um valor incalculável.

4. Identificar as nossas idiossincrasias. Muitos de nós pensamos que não temos nenhuma...e é este o ponto mesmo!!! Por exemplo: as mulheres tendem a ser mais aversas ao risco que os homens. Isto não é bom nem mau per si, mas é uma coisa que deve ser testada, dado que, embora as mulheres normalmente ganhem menos, vivem mais, logo poderiam tolerar mais risco.

Sim, os financial advisors têm o seu custo, mas se forem capazes de prover os serviços acima, e sobretudo se entrarem o mais cedo possível na nossa vida de investidor, o seu valor pode vir a ser muito significativo.

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido