Pictet Digital: um produto desenhado para aproveitar a transição digital


Pictet Digital é um fundo de seleção por convicção, sem visão macroeconómica. O principal fator que rege este produto, com a classificação de Blockbuster do Selo FundsPeople 2020, é a transição digital, uma mudança estrutural independente do ciclo de negócios. Especificamente, Sylvie Sejournet, a sua principal gestora há quase 15 anos, investe em empresas que prestam serviços interativos e modelos de negócios baseados na Internet, que são impulsionados pelo aumento exponencial de dados, num mercado global que se estima alcançar para cinco biliões de dólares em cinco anos.

O universo inclui empresas inovadoras em comércio eletrónico, publicidade on-line, software como serviço e entretenimento interativo, em diversos setores (jogos, viagens, educação, saúde, finanças, segurança), que proporcionam o acesso a um crescimento secular, além de certos valores que geram fluxos de caixa estáveis ​​com balanços saudáveis, como certas operadoras de rede, cabo e satélite.

“É um fundo de seleção por convicção, sem índice de referência ou restrições setoriais, regionais ou de estilo. Temos acesso à experiência combinada da equipa ESG da Pictet AM, além de um gestor de risco dedicado. Além disso, temos um conselho consultivo de especialistas externos, que fornecem orientações sobre a evolução do setor e o longo prazo", afirma.

O active share em relação ao índice MSCI ACWI é de cerca de 84%. A empresa típica do portefólio gasta 16 vezes mais em pesquisa e desenvolvimento do que a média do MSCI ACWI. "A pesquisa e desenvolvimento das empresas do portfólio foi de 169.000 milhões em 2019, o que representa 27% da despesa total em pesquisa e desenvolvimento do índice", enfatiza.

Ao construir o seu portefólio, Sejournet parte de um universo de 1.000 empresas, das quais 400 apresentam uma exposição mínima de 20% ao tema por receitas (em abril, a pureza temática era de 66%). Empresas envolvidas em armas controversas são excluídas. Além disso, excluem as de componentes eletrónicos, semicondutores, fabricantes de equipamentos de telecomunicações e empresas de hardware tradicionais.

No universo investível, tentam identificar empresas prestes a ocupar ou que ocupam já uma posição dominante, com participação de mercado crescente, vantagens competitivas e avaliações atrativas, para as quais levam em consideração fatores de crescimento, liquidez, baixa volatilidade, fundamentaiss atraentes e dinâmicas favoráveis na sua indústria.

A integração dos fatores ESG afeta o peso de cada empresa no portfólio, positiva ou negativamente. A análise de governança corporativa é baseada na estrutura do conselho, na remuneração dos executivos, nos direitos dos acionistas e nas práticas de auditoria. A análise de disputas tem em consideração incidentes que podem representar um risco corporativo ou de reputação. Além disso, os direitos de voto são exercidos sistematicamente e, quando apropriado, há um diálogo bilateral. Além disso, têm um relatório que mede a contribuição da estratégia para os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas até 2030.

Profissionais
Produtos

Notícias relacionadas

O Mais Lido