Tags: Negócio |

Outubro fecha com crescimento de 45,86% no segmento de fusões e aquisições


O mês de outubro terminou com um crescimento, face ao período homólogo, de 45,86% no volume de fusões e aquisições no mercado transacional português, sendo que as transações revelaram valores que ascendem a 1,02 mil milhões de euros. De acordo com o relatório relativo ao décimo mês do ano, publicado pela Transactional Track Record, verificaram-se 16 operações no mês em questão.

Captura_de_ecra__2017-11-6__a_s_16Captura_de_ecra__2017-11-6__a_s_16

O panorama desde o início do ano aparenta ser positivo, com um total de 241 negócios, cujo montante total ascende a mais de 9,4 mil milhões de euros – um aumento de 43,1% no valor das operações.

No que diz respeito aos subsectores que maior destaque apresentam no mês de outubro, o sector da tecnologia surge na frente com três transações. Apesar disso, desde o início do ano verifica-se um decréscimo de 19% no número de transações, período em que o segmento imobiliário se destaca, uma vez que foi aquele que maior investimento recebeu – um total de 46 transações, o que representa um crescimento de 21%. Já o sector de saúde, higiene e estética apresenta-se como o sector que maior crescimento registou, com um acréscimo de 38% de negócios anunciados.

Captura_de_ecra__2017-11-6__a_s_16

Transações de private equity e venture capital registam crescimento 

No que diz respeito ao número de transações de private equity, o relatório adianta que se verificaram cinco transações no mês de outubro. Desde o início do ano são já 37 o número de transações, mais 23% que no mesmo período de 2016.

Outubro trouxe, ainda, uma alteração no panorama de venture capital, com um volume de transações de 48,22 milhões de euros de um total de três operações, este que é um crescimento de 655% face ao período homólogo.

Espanha e Reino Unido com 37 das 81 operações de cross-border inboud

O relatório revela, ainda, que se registaram 81 operações de cross-border inbound desde o início do ano, sendo que 23 dessas operações foram efetuadas por empresas com sede em Espanha, num total de 607 milhões de euros. As empresas do Reino Unido, por sua vez, efetuaram 14 aquisições, cujo montante total ascende a 122,4 milhões de euros.

Já do lado dos investimentos de Portugal no estrangeiro, o Reino Unido e França surgem como os principais destinos, com aquisições de 5 milhões de euros e 3 milhões de euros, respetivamente. Em termos de número de aquisições, Espanha foi o país onde maior número se registou – quatro, entre janeiro e outubro.

Notícias relacionadas

O Mais Lido