Tags: ETF |

Os países e os sectores em foco nos ETFs mais negociados de junho


Depois de lhe termos dado a conhecer os fundos estrangeiros mais subscritos e as estratégias mais resgatadas nas plataformas de fundos no mês de junho, hoje é a vez de lhe mostrarmos que tipo de ETFs estiveram em voga no ActivoBank e Banco Best no sexto do mês do ano.

Do lado do ActivoBank, Bruno Pinhão, destaca que a tendência de junho na negociação de ETFs refletiu “o que foi a globalidade do primeiro semestre de negociação, com os clientes a optarem por índices de países e sectoriais”. Em termos de consolidação de posições de destaque o profissional fala do “DAX, o ouro e os semi condutores”. Ainda nas preferências dos investidores, conta Bruno Pinhão, estiveram também “os setores tecnológico e financeiro”. Os clientes aproveitaram “todos os acontecimentos que ocorreram nestes sectores para obter ganhos por via da utilização dos ETFs a curto prazo”.

Do lado do Banco Best, Carlos Almeida, diretor de investimentos, adianta que em junho o investimento em ETFs foi sobretudo “em termos geográficos na Europa e nos EUA e muito focado no investimento em ações”, o que, relembra, “equivale a dizer ETFs de risco médio alto e alto (níveis 5 e 6 numa escala de 1 - Muito Baixo a 7 – Muito Alto)”. O ETF mais negociado no mês de junho corresponde precisamente à tendência reportada. Trata-se do iShares MSCI World EUR Hedged UCITS ETF (Acc) EUR que “procura acompanhar o desempenho de um índice constituído por empresas de países desenvolvidos, mas com cobertura da exposição a cada moeda do índice, em euros”. O ETF mais procurado no mês de maio aparece agora em segundo lugar. Falamos do o iShares Core DAX® UCITS ETF (DE), “um fundo de risco alto que continua no topo dos mais negociados e que relembramos pretende acompanhar o desempenho do índice composto pelas 30 maiores e mais negociadas empresas alemãs cotadas no segmento Prime da Frankfurt Stock Exchange”.

O terceiro e quarto postos sublinham o interesse pelo investimento nos EUA. No terceiro lugar surge assim o iShares S&P 500 EUR Hedged UCITS ETF (Acc) EUR, que “tem como objetivo o investimento nas 500 maiores companhias dos EUA”, embora “este produto com a componente hedged permita o investimento a 100% no mercado americano com cobertura do risco cambial, mas tratando-se ainda assim de um ETF de risco médio/alto”. Em quarto lugar é a vez figurar “um ETF que tem andado arredado deste top há alguns meses”, mas que também demonstra “o interesse dos investidores no mercado americano”, mais especificamente por “empresas do setor farmacêutico e biotecnológico do mercado Nasdaq”: o iShares Nasdaq Biotechnology ETF. Por fim, no quinto posto, destaque para o mercado nacional com a presença do do ETF do Commerzbank - ComStage PSI 20® UCITS ETF, que investe no principal índice nacional.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido