Tags: Negócio |

Os fundos que brilham no último triénio


Nos últimos anos a palavra que melhor define o que se passa nos mercados financeiros é ‘volatilidade’.  2016 foi rico em eventos – sobretudo políticos – e os anos anteriores também fizeram ‘mexer’ os mercados, de tal forma que a volatilidade esteve sempre muito presente. Os dados disponibilizados pela Morningstar, através da sua plataforma online, mostram que a rendibilidade média anualizada, nos últimos três anos, é de 1,3% nos fundos mobiliários nacionais.

No mercado nacional, são seis os fundos mobiliários que se destacam, por conseguirem ter uma rendibilidade anualizada, no período, superior a 10%. E essa meia dúzia de produtos pode dividir-se em dois segmentos: os fundos que investem no mercado norte-americano e ainda os fundos de investimento alternativo.

Fixemo-nos no primeiro segmento. São quatro os fundos nacionais que investem no mercado norte-americano e que superam a barreira dos 10%. A liderança vai para o Caixagest Acções EUA, da Caixagest, que regista ganhos anualizados de 13,95%. Com cerca de 90 milhões de euros em património, o fundo tem como maiores investimentos as cotadas UnitedHealth, The Home Depot e ainda a IBM.

Muito perto da liderança surge o Santander Acções América, da Santander Asset Management. Nos últimos três anos regista ganhos de 13,91%. São quase 35 milhões de euros em património, com a Goldman Sachs a ser a cotada com maior peso em carteira, seguida da Boeing e da 3M.

O BPI América denominado em euros, da BPI Gestão de Ativos, e ainda o IMGA Acões América da IM Gestão de Ativos fecham o lote dos fundos que investem naquele mercado e que atingiram ganhos acima de 10% nos últimos três anos.

Relação rendibilidade/risco a três anos

Captura_de_ecra__2016-12-9__a_s_14

Fonte: Morningstar no final de novembro.

Fundos Alternativos também marcam presença

São dois os fundos alternativos nesta lista e ambos a serem geridos pela mesma entidade: a Caixagest. Um deles é o Caixagest Infraestruturas que é um produto Consistente Funds People. No período em questão regista ganhos de 13,87%. O outro fundo é o Caixagest Private Equity que conseguiu obter uma rendibilidade anualizada, nos últimos três anos, de 10,47%.

Os fundos mais rentáveis nos últimos três anos

3Y_mais_rentaveis

Fonte: Morningstar no final de novembro de 2016.

Empresas

O Mais Lido