Tags: Ações |

Os fundos mais rentáveis desde o início do ano


Os quatro meses de 2016 podem ser caraterizados por mais pontos baixos do que altos nos mercados. O petróleo está novamente a cotar acima dos 40 dólares, e para o recente rally têm contribuído vários catalisadores, nomeadamente, as expectativas de mercado em relação a um crescimento global mais lento, a Fed com uma postura mais dovish, e ainda a recente desvalorização do dólar.

Dos mais de 190 fundos mobiliários existentes no mercado nacional conseguem destacar-se tendências ao nível dos produtos que melhores resultados têm apresentado desde que se pôs o pé em 2016. Os dados da Morningstar Direct referentes a 30 de abril mostram que o Brasil é um tema em destaque, mas não só.

Nos quatro meses decorridos do ano, o fundo mais rentável pertence à BPI Gestão de Activos. O BPI Metais Preciosos consegue desde o início do ano 42,45% de retorno, apresentando mais de 4,19 milhões de euros de ativos sob gestão.  O fundo permite o acesso a um cabaz diversificado de metais preciosos através da exposição a fundos de terceiros. Recorde-se que os metais preciosos como o ouro e a prata valorizaram mais de 20% YTD, impulsionando as empresas que daí retiram os seus rendimentos.  

Bovespa valoriza mais de 20% e impulsiona

O tema Brasil – que mensalmente tem estado em destaque nas análises de fundos mais rentáveis – ganha também importância desde o início do ano. Da lista de mais rentáveis neste período em análise figuram quatro fundos cujo universo de investimento recai no Brasil.

O BPI Brasil Valor e o BPI Brasil são os dois produtos deste universo que melhores resultados apresentam no período: 34,82% e 23,55% de retorno, respetivamente. Embora o cenário político no Brasil continue por agora indeterminado, o Bovespa, desde o início do ano, alcança ganhos superiores a 20%.

Os fundos mais rentáveis desde o início do ano

(rentabilidade na moeda base)Captura_de_ecra__2016-05-5__a_s_17

 

 

Empresas