Os fundos da BNP Paribas Investment Partners com selo Funds People


A empresa francesa BNP Paribas IP tem seis fundos da sua gama que ostentam o selo de Consistente Funds People. O Parvest Equity Europe Small Cap, é um fundo que investe pelo menos dois terços da carteira em ações ou instrumentos equivalentes de empresas europeias. Essas empresas devem apresentar uma capitalização de mercado inferior à dos títulos que fazem parte dos índices HSBC Smaller European Companies, EuroStoxx Small e do MSCI Europe SmallCap. O restante terço da carteira pode ser alocado a outras classes de ativos, incluindo instrumentos do mercado monetário, derivados ou cash. A gestão pode, inclusivamente, investir até 15% dos ativos em instrumentos de dívida. O fundo é gerido por Damien Kohler e tem um track record de nove anos.

O Parvest Convertible Bond Europe Small Cap cumpre este ano o seu décimo aniversário. Comandado por Eric Bouthilier, investe pelo menos dois terços da sua carteira em obrigações convertíveis de empresas europeias cujas emissões não superem os 300 milhões de euros. Até um terço da carteira poderá ser investido em instrumentos derivados ou liquidez.

Gerido por Victoria Whitehead, o Parvest Bond Euro Corporate investe em obrigações corporativas investment grade, denominadas em euros e emitidas, na maioria, por empresas europeias. O processo de investimento combina a visão dos gestores relativamente ao outlook dos mercados com a análise de crédito das entidades emissoras. O produto é gerido com um target de risco específico e um objetivo de performance a médio prazo. A volatilidade é controlada, relativamente ao benchmark, reduzindo o risco para os investidores.

O Parvest Bond Euro Government, a cargo de Claude Guerin, assume-se como um produto que pode beneficiar os investidores que procuram estabilidade e um perfil de risco/retorno coerente com o atual contexto de taxas de juro. A carteira é gerida a dois níveis: o grau de exposição a países e duration é determinado de acordo com o outlook para as taxas de juro, e a seleção de emissores e emissões tira vantagem de oportunidades de mercado. O produto investe em obrigações soberanas emitidas por governos europeus ou garantidas por governos da Zona Euro. O gestor baseia as suas decisões de investimento na análise macroeconómica e de política europeia. O produto tem a flexibilidade para investir em emissores e emissões com um perfil de risco favorável em qualquer maturidade, bem como em agency bonds, obrigações supranacionais e emissões indexadas à inflação.

Os investidores no  fundo Parvest Bond World Inflation Linked beneficiam da estabilidade do poder de compra inerente ao investimento em ativos indexados à inflação, bem como do “potencial de ganho de retornos adicionais, graças à gestão astuta do portefólio”. O processo de investimento da equipa de gestão, liderada por Jenny Yiu, foca somente nos mercados de obrigações indexadas à inflação globais e soberanas. A equipa faz uma análise rigorosa dos principais drivers dos preços das obrigações. Posteriormente, constrói um portefólio diversificado que procura gerar melhores retornos que o benchmark global de ativos indexados à inflação, enquanto procuram também reduzir o risco.

Finalmente, o Parvest Equity BRIC, gerido por Don Smith, proporciona aos investidores a oportunidade de lucrar através das oportunidades de investimento proporcionadas pelos quatro países que compõe o BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China). O BNP Paribas Investment Partners tem uma equipa local de especialistas em análise de ações em cada um dos países do BRIC. Deste modo, os investidores podem beneficiar da expertise local e obter exposição à melhor seleção possível de ações. Segundo o folheto do produto, os BRIC são países altamente competitivos que apresentam três vantagens: “Recursos significativos, um PIB per capita em expansão e um crescimento a longo prazo dirigido por reformas estruturais”. Na visão da equipa de gestão, estes países “estão subavaliados nos mercados mundiais de ações, com preços que não refletem a sua importância na economia global”.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente