Os fundos com mais captações líquidas no ano passado


De acordo com os dados publicados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios - APFIPP - referentes ao final do ano passado, é possível ver que as captações líquidas em 2016 atingiram um valor negativo, na ordem dos 922 milhões de euros. Com este montante, o ano passado foi o pior dos últimos cinco no que diz respeito às captações líquidas no mercado nacional, sendo que nesse período apenas dois anos tiveram saldo positivo: o de 2012 e o de 2015.

Não podemos esquecer que os ativos sob gestão nos fundos mobiliários nacionais podem crescer de duas formas. Uma deles é através da valorização dos ativos que estão em carteira ao longo do tempo. A outra é através das entradas líquidas de dinheiro por parte dos investidores. É neste último ponto que vamos dissecar e ver quais foram os fundos nacionais que receberam mais dinheiro, por parte dos investidores, ao longo do ano.

Dos cerca de 170 fundos que compõem o mapa português de fundos mobiliários, aquele que registou o maior saldo entre subscrições e resgates foi o BPI Liquidez. Sob alçada da BPI Gestão de Activos, este fundo registou captações líquidas superiores a 350 milhões de euros. Esta posição não é estranha para este fundo Blockbuster Funds People, já que liderou sete dos doze meses do ano passado. Este valor ajudou o produto a ficar mais perto da fasquia dos mil milhões de euros, que ultrapassou recentemente, tendo neste momento um património superior a 1.067 milhões de euros.

Mais 17 fundos acima dos dez milhões de euros

O BPI Liquidez foi o único produto nacional que registou mais de cem milhões de euros em captações líquidas no decorrer do ano passado. No entanto, o fundo que ficou mais próximo não ficou muito longe dessa fasquia. Trata-se do IMGA Poupança PPR da IM Gestão de Ativos. Este produto, que é Consistente Funds People, registou entradas líquidas de dinheiro de 99,7 milhões de euros ao longo do ano passdo.

Com mais de 50 milhões de euros, surgem mais três produtos, gerido por três entidades diferentes. Com 79 milhões de euros vem o Caixagest Selecção Global Defensivo, da Caixagest, seguido do IMGA Extra Tesouraria III da IM Gestão de Ativos com mais de 78 milhões de euros. O outro fundo é o Santander Multitesouraria, da Santander Asset Management, que registou um saldo entre subscrições e resgates de 72,7 milhões de euros.

Os fundos com captações líquidas acima de dez milhões em 2016

Captações liquidas em 2016

Fonte: APFIPP no final de 2016.

 

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido

Próximos eventos