Os dois fundos de obrigações que conquistam destaque desde o início do ano


O ano tem sido bastante positivo para a componente de fixed income. Depois de um final de 2018 pouco favorável às várias classes de ativos em termos transversais, 2019 foi claramente um ano em que o mercado obrigacionista recompensou os investidores. No universo de fundos domiciliados em Portugal são vários os fundos da componente de fixed income que conseguem apresentar retornos interessantes desde o início do ano, com especial destaque para um produto que termina novembro nos 10,73% de retorno.

GNB GA e as duas estrelas nas obrigações

O fundo de obrigações que se perfila para ser o mais rentável do ano trata-se do NB Obrigações Europa, fundo mais do que conhecido no mercado nacional, que ostenta o selo Blockbuster Funds People. Em novembro, segundo a ficha de produto assinada pelo gestor Vasco Teles, a Itália  e a Grécia foram os dois países que mais prejudicaram o produto. A sua boa forma comercial, faz com que esteja na lista de fundos que mais têm crescido por via de captações

Também da GNB GA, o NB Rendimento Plus é o segundo fundo mais bem classificado para terminar o ano em destaque no campo do fixed income, com 9% de retorno no período. O fundo conduzido por João Zorro, segundo a ficha de produto de novembro, também se viu prejudicado pela exposição a Itália, tendo, por outro lado, “a diversificação por vários segmentos de risco” continuado a beneficiar “uma performance equilibrada de todas componentes de investimento”.

Mais pequeno do que os antecessores em termos de AuM, o Optimize Obrigações conseguiu lugar de destaque no top 3 desta análise e termina novembro com 8,29% de retorno desde o início do ano. As obrigações corporativas, no final de setembro compunham quase 60% da carteira.

Conheça as restantes rentabilidades desde o início do ano, dos fundos de obrigações do mercado nacional:

Captura_de_ecra__2019-12-13__a_s_16

Fonte: Morningstar Direct, novembro
Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido