Tags: ETF |

Os cinco maiores fundos passivos da Europa


Os maiores fundos de gestão passiva da Europa estão nas mãos de dois fornecedores americanos: BlackRock e Vanguard. A primeira tem quatro produtos, enquanto a segunda conta com um. Dessas cinco estratégias, três são ETFs e dois fundos indexados. Segundo dados da Morningstar, os dois produtos de gestão passiva de maior tamanho a nível europeu são dois ETFs que replicam o S&P 500. Abaixo, detalhamos as características básicas destes cinco veículos de investimento.

1. iShares CORE S&P 500 ETF. É, neste momento, o ETF com mais património a nível europeu, com 32.000 milhões de euros em ativos sob gestão. Trata-se de um fundo cotado lançado em maio de 2010 que oferece exposição ao S&P 500 fazendo uma réplica física, pelo que o produto contém os 500 títulos que integram o índice. É um ETF que viu aumentar, este ano, o seu património em mais de 6.000 milhões e que, além disso, para ganhar exposição ao mercado de ações americano, está a ser utilizado como ferramenta de trading e liquidez por parte de investidores institucionais, assim como para construir posições mais táticas.

2. Vanguard S&P 500 ETF. É um fundo-bandeira da Vanguard. Segundo dados da Morningstar, o fundo tem atualmente 21.000 milhões de euros em ativos sob gestão na Europa. Este ano, as entradas líquidas no produto rondam os 1.350 milhões, de acordo com os dados da empresa de análise. A fama mundial deste produto disparou nos últimos anos depois de Warren Buffett ter citado expressamente, em 2014, que seria o produto no qual, em caso do seu falecimento, a sua mulher deveria investir 90% do dinheiro que herdasse.

3. iShares CORE MSCI World ETF. É o terceiro ETF com mais volume de ativos, a nível europeu. Tem, neste momento, pouco mais de 13.000 milhões. Neste caso, o fundo cotado conta com um TER de 20 pontos base e cota com um spread de seis pontos base. À semelhança do primeiro, pertence também à gama CORE da BlackRock, oferta de produto com uma estrutura de custos mais baixa para investidores de longo prazo, que a gestora trouxe para a Europa há pouco mais de quatro anos após ter verificado que o número de institucionais que utilizam os ETFs como parte central da carteira estava a aumentar. Este fundo cotado que replica o MSCI World Index viu crescer o seu volume de ativos em 2.500 milhões este ano.

4. iShares Developed World Index Fund. Neste caso, estamos perante o maior fundo indexado da Europa. Neste momento, conta com 13.400 milhões de euros em ativos sob gestão, depois de ter crescido 4.000 milhões este ano. Replica o índice global de mercados desenvolvidos. Tem um TER de 10 pontos base.

5. Segue-lhe o iShares UK Equity Index Fund, o segundo fundo indexado com mais ativos a nível europeu e o quinto fundo de gestão passiva, sendo neste caso, uma estratégia de ações britânica com um património que ronda os 10.700 milhões de euros.

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 3 Siguiente

O Mais Lido