Tags: Alternativos |

Os 10 maiores fundos imobiliários abertos nacionais e a sua evolução em 2019


Os fundos imobiliários nacionais representam uma parte significativa dos ativos em organismos de investimento coletivo em Portugal. No seu total, estes agregavam, a 30 de setembro do presente ano, ativos sob gestão na ordem dos 11 mil milhões de euros. Destes, um fundo apenas agrega 6,7% do total de ativos, na data de análise, e é gerido pela maior entidade gestora de fundos imobiliários independente nacional, a Square Asset Management. Falamos do CA Património Crescente que apresenta um crescimento de 16,5% no património nos primeiros nove meses do ano, para os 733,38 milhões de euros. 

Em termos de evolução durante o ano de 2019 e apesar da variação no património entre os 10 maiores fundos abertos nacionais ter sido díspar, a ordem pela qual estes surgem no ranking não se alterou significativamente. Apenas os fundos Valor Prime da Montepio Valor  e Imonegócios, da Imofundos, trocaram as suas posições no ranking, em virtude de um crescimento do património do primeiro de 12,4% e um decréscimo de 3,3% no caso do segundo. 

O fundo cujo património mais cresceu no ano foi o Imofomento, da BPI Gestão de Activos, que fechou o trimestre com 522 milhões de euros, o que representa um crescimento de 25% face ao final de 2018. 

Confira abaixo a lista dos 10 maiores fundos abertos nacionais e respetiva evolução no ano.

Captura_de_ecra__2019-11-06__a_s_12

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido