Tags: Negócio |

Ordens dadas pelas gestoras de ativos cresceram em setembro


O último relatório da CMVM que traça o trajeto dos “Indicadores mensais sobre recepção de ordens por conta de outrem” no mês de setembro já está disponível e trouxe uma novidade: as ordens dadas pelas gestoras de ativos aumentarem no mês, em comparação com o mês anterior.

No documento publicado pelo regulador, pode ver-se que o valor total das ordens dadas pelos investidores aos intermediários financeiros ascendeu a quase 10.600 milhões de euros, um valor que cresceu mais de 200%, face ao mês de agosto.

Aumentou mais do dobro

Segmentando o mercado, verificamos que na gestão de ativos o crescimento foi para mais do dobro. No caso das gestoras de ativos residentes, o aumento foi de 114%, face a agosto, para mais de 750 milhões de euros. Se analisarmos as gestoras de ativos não residentes, então o incremento situou-se em 171% para um valor superior a 133 milhões de euros.

Se formos olhar para o acumulado destes dois fatores, então o valor das ordens dadas pelas gestoras de ativos passou de 401 para 888 milhões de euros, ou seja, um crescimento real de 121%.

Ano continua a vermelho

Apesar dos bons resultados de setembro, o mês passado apenas conseguiu reduzir numa parte as diferenças entre os novo primeiros meses de 2016 face a 2015.

No final de setembro, feitas as contas, o valor acumulado supera os 59 mil milhões de euros. No entanto, este valor é mais baixo em 41% quando comparado com o mesmo período do ano passado.

Também nas gestoras de ativos o vermelho é dominante. No caso das residentes, o valor de 2016 ascende a 6821 milhões de euros, um valor mais baixo em 28% do que no período homólogo. Já nas não residentes a diferença é de 20%, com o total em 2016 a superar os 1.165 milhões de euros.

Notícias relacionadas

O Mais Lido