Ópera “Émilie” estreia hoje em Portugal


A ópera “Émilie” faz esta quinta-feira a sua estreia em Portugal, depois de ter sido apresentada pela primeira vez em 2010, em França.

Da autoria da compositora finlandesa Kaija Saariaho, a partir do libreto do escritor libanês Amin Maalouf, “Émilie” é protagonizada pela soprano Barbara Hannigan, e conta a história de dos últimos tempos de vida de Émilie de Châtelet. “Pressentindo a morte, faz contas à vida, lembra os amores, os medos, os arrependimentos e as culpas, ao mesmo tempo que passa para livro a forma como gostaria de ser recordada”, é referido no site da Fundação Calouste Gulbenkian, na apresentação do espectáculo.

Trata-se de uma ópera de nove cenas, com 75 minutos de duração, com co-criação artística e cénica de Vasco Araújo e André E. Teodósio; Ernest Martinez-Izquierdo será o maestro da Orquestra Gulbenkian.

Encomenda da Ópera de Lyon, Barbican Centre de Londres e Fundação Calouste Gulbenkian, “Émilie” tem legends em português e pode ser vista hoje, pelas 21 horas, e sexta-feira, às 19 horas, no grande auditório da Gulbenkian.

 

 

O Mais Lido