Tags: Negócio | Movimentos |

Oito meses de 2016: confira a movida no mercado de OICVM


O mês de agosto no mercado nacional terminou com 145 OICVM. Segundo o que o regulador revela nas últimas estatísticas periódicas relativas a este tema, o número atual de fundos mobiliários reduziu-se em 32 produtos comparativamente com o mesmo mês de 2015.

Tal encurtamento não é de estranhar: só nos oito meses decorridos de 2016 já foram liquidados onze fundos, juntando-se a estas extinções três processos de fusão.

Do lado dos ‘nascimentos’ apenas três fundos viram a luz do dia, mais concretamente em abril, e pertencentes à mesma entidade.

Logo em janeiro, e inserido na estratégia de descontinuação dos seus fundos de investimento, a Patris Gestão de Activos liquidou o fundo Patris Valorização. No mesmo mês, lugar ainda para uma fusão por incorporação, no caso do Santander Multiobrigações, incorporado no Santander Multicrédito, da Santander Asset Management.

Depois de um segundo mês do ano sem mexidas no mercado, março trouxe a liquidação de três produtos. Dois deles geridos pela Santander AM, classificados como fundos especiais de investimento abertos, mais concretamente o Santander Ibérico Premium e o Santander Premium Julho 2012. No mês destaque também para o desaparecimento de um fundo especial de investimento fechado, gerido pela Lynx AM: o Soccer Invest Fund. Ainda em março, houve espaço para uma mudança ao nível da designação de um fundo. O IMGA Extra Tesouraria II, da IM Gestão de Activos passou a fundo de investimento mobiliário e alterou a sua designação para IMGA Prestige Global Bond – Fundo de Investimento Mobiliário Aberto.

As três chegadas ao mercado

Em abril, apesar da liquidação de quatro fundos, foi o mês em que dois produtos viram a luz do dia. Os lançamentos foram protagonizados pela Crédito Agrícola Gest, que trouxe para o mercado o CA Curto Prazo, atualmente gerido por José Valente, e ainda o CA Acumulação e o CA Dedicado Valorização, a cargo de Fernando Nascimento. Estes dois últimos tratam-se de dois produtos mobiliários abertos flexíveis, “destinados a clientes particulares, primordialmente do segmento affluent da entidade, denominado de CA Dedicado”, contava à Funds People a entidade.

Em abril, saíram do mercado o Postal Acções, da Caixagest, o Eurobox, a cargo da FundBox, o NB Africa, da GNB Gestão de Ativos, e ainda o BPI Macro, a cargo da BPI GA. No mês destaque também para a fusão por incorporação do Montepio Mercados Emergentes no fundo Multi Gestão Mercados Emergentes geridos pela Montepio GA

Sem movimentações em maio, o mercado seguiu para o mês de junho com a liquidação de três fundos, a cargo da Banif GA: o Banif Investimento Defensivo, o Banif Ásia e o Fundo de Gestão Passiva.

Por fim, em agosto, o último processo de incorporação por fusão até agora reportado pela CMVM. Segundo o regulador foram incorporados no fundo NB Estratégia Ativa, da GNB Gestão de Ativos, os seguintes produtos: o NB Estratégia Ativa II, o NB Plano Crescimento, o NB Plano Dinâmico, e ainda o NB Plano Prudente.

Empresas

Notícias relacionadas