Tags: Obrigações |

Obrigações europeias impulsionam rentabilidades a três anos dos fundos de obrigações


Depois de termos visto que produtos se destacam pela sua rentabilidade nos últimos três anos, numa perspetiva global, é tempo de analisarmos as várias categorias de fundos em particular. Comecemos pelas categorias de fundos de obrigações e monetários, duas classes de ativos nas quais os investidores têm tido dificuldade em encontrar valor ao longo dos últimos anos.

Numa primeira instância verificamos que, dos 38 produtos que correspondem a estes critérios, mais de metade foi capaz de alcançar uma rentabilidade anualizada positiva no período em questão. Por outro lado, as obrigações soberanas parecem destacar-se dos restantes segmentos, com o fundo que melhor rentabilidade apresenta a três anos a ser, precisamente, um fundo que investe neste universo.

Falamos, portanto, do NB Obrigações Europa, o único produto capaz de ultrapassar os 3% de rentabilidade anualizada nos últimos três anos. O fundo cuja gestão está a cargo de Vasco Teles apresenta uma rentabilidade anualizada de 3,80%, tendo como principais ativos em carteira (de acordo com os últimos dados disponíveis) obrigações soberanas italianas, holandesas, gregas e alemãs, e ainda dois futuros sobre obrigações de longo prazo alemãs.

Imediatamente a seguir encontramos dois produtos geridos por entidades diferentes e que alcançar a mesma rentabilidade, tendo um universo de investimento relativamente semelhante. Assim, com uma rentabilidade anualizada a três anos de 2,59%, o segundo lugar do pódio é partilhado pelo BPI Obrigações Mundiais (que ostenta o selo Blockbuster Funds People) e pelo Caixagest Oportunidades (produto classificado com o selo Consistente Funds People). A carteira de ambos apresenta, por sua vez, uma maior preponderância de obrigações corporativas (embora superior no caso do fundo da Caixagest), enquanto que a exposição a obrigações soberanas é de 25,16% no caso do fundo da BPI Gestão de Activos e de 17,82% no caso do fundo da Caixagest.

Acima dos 2% de rentabilidade anualizada a três anos encontramos também os fundos NB Rendimento Plus (classificado com o selo Consistente Funds People) e o BPI Alto Rendimento Alto Risco, que alcançaram uma rentabilidade anualizada de 2,32% e 2,09%, respetivamente.

Os 20 fundos de obrigações e monetários mais rentáveis a três anos

Captura_de_ecra__2018-11-23__a_s_17

Fonte: Morningstar Direct, outubro de 2018

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 3 4 Siguiente