Tags: Obrigações | Europa |

Obrigações europeias destacam-se nos últimos três anos


Feita a análise à rentabilidade obtida nos últimos três anos pelos fundos de ações e pelos fundos multiativos, é tempo de olharmos para a classe de ativos que falta: as obrigações. Se do lado dos fundos de ações e dos fundos multiativos os mercados em destaque foram os mercados americano e brasileiro, do lado dos fundos de obrigações o mercado em evidência é um bem mais perto do território nacional: o mercado europeu.

Isto porque, de acordo com os dados disponíveis na Morningstar Direct, o universo de investimento do fundo que obteve melhor rentabilidade nos últimos três anos é precisamente o mercado europeu. Trata-se do NB Obrigações Europa, gerido por Vasco Teles, cujos ganhos anualizados se fixaram nos 4,35%. Com uma carteira composta por obrigações soberanas europeias, as suas maiores posições englobam títulos de países como a Itália, Grécia, Holanda, França ou Alemanha. O volume de ativos sob gestão, por sua vez, ascende a 50,7 milhões de euros.

Seguem-se dois produtos geridos pela mesma entidade, a BPI Gestão de Activos, ambos com um universo de investimento bastante mais global que o produto da GNB Gestão de Ativos. O primeiro é o BPI Alto Rendimento Alto Risco, cuja rentabilidade anualizada nos últimos três anos foi de 3,27%. A sua carteira é composta por obrigações de emitentes como a Kendrion, Accentro, Selecta Grp Bv, Hapag-Lloyd ou CMF SpA, sendo que o seu património é superior a 17 milhões de euros. O segundo é o BPI Obrigações Mundiais, um produto que apresenta uma rentabilidade anualizada de 3,07%. A sua carteira é composta tanto por obrigações soberanas como corporativas, sendo que entre as maiores posições podemos encontrar dois futuros – um sobre obrigações soberanas alemãs, italianas, francesas, espanholas e suíças a dois anos e outro sobre títulos soberanos norte-americanos de igual período – e obrigações da empresa francesa CMA CGM S.A. e da empresa nacional Semapa.

Relação rentabilidade/risco: maior desvio padrão e maior rentabilidade

Entre os três produtos que obtiveram melhor rentabilidade, ao analisarmos o desvio padrão por estes apresentado verificamos que aquele que obteve melhor rentabilidade é também o que obteve um desvio padrão superior. assim, para a rentabilidade de 4,35%, o NB Obrigações Europa apresentou um desvio padrão anualizado nos últimos três anos de 5,11%. Já os produtos da BPI Gestão de Activos apresentam ambos um desvio padrão na casa dos 4%: enquanto que o BPI Alto Rendimento Alto Risco apresenta um desvio padrão anualizado de 4,86%, o BPI Obrigações Mundiais alcançou um desvio padrão anualizado de 4,40%.

Captura_de_ecra__2018-05-16__a_s_17

Fonte: Morningstar Direct, abril de 2018

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas